007 | Bond 25 tratará as mulheres de forma apropriada, diz roteirista

Phoebe Waller-Bridge foi contratada para melhorar o texto do filme.

O novo filme de 007 tratará as mulheres de forma apropriada, de acordo com Phoebe Waller-Bridge. A roteirista, que foi contratada para melhorar o texto do filme, assegurou ao Deadline que a polêmica questão em relação à como a franquia de James Bond retrata personagens femininas, foi levada em consideração:

“Houve muita conversa sobre [a franquia Bond] ser ou não relevante hoje por conta de quem ele é e como trata as mulheres. Acho que isso é bobagem. Acredito que ele seja absolutamente relevante agora, tem de crescer. Tem de evoluir e o mais importante é que esse filme trata mulheres de forma apropriada. Ele [Bond] não precisa necessáriamente. E o longa precisa ser verdadeiro a esse personagem.”


Waller-Bridge é a segunda mulher a participar da criação do roteiro de um filme de James Bond, sucedendo Johanna Hardwood, que trabalhou em Contra o Satânico Dr. No, de 1962, e Moscou contra 007, de 1963. Ela explicou que pretende tornar a história mais estimulante também para o elenco feminino do filme:

“Só quero me certificar de que quando recebam essas páginas, Lashana [Lynch]Léa [Seydoux] e Ana [de Armas] leiam e digam ‘mal posso esperar para fazer isso’. Como atriz, raramente tive esse sentimento no início de minha carreira. Isso me dá muito prazer, saber que estou fornecendo isso para uma intérprete.”

De acordo com a roteirista, a interpretação de Daniel Craig foi sua maior inspiração para aceitar o serviço: 

“Quando vi seu Bond pela primeira vez, havia uma ironia em sua performance que realmente amei. Então estava realmente animada para escrever diálogos para ele”.Entretanto, seu foco estava em polir o texto já existente: “Quer dizer, o roteiro estava lá. Já está lá. Acho que é injusto dizer que estou escrevendo o roteiro.”

A estreia está marcada para 8 de abril de 2020.

via Omelete

Leia Mais
Resenha: A Chegada da Nova Era #1 (Fortaleza Negra), Kel Costa