A cultura do país-sede dos Jogos Olímpicos 6
CinemaSéries e Tv

A cultura do país-sede dos Jogos Olímpicos

A política, a economia e a infraestrutura do Japão são referência mundo afora, assim como a culinária e o idioma do país, que tem a capital Tóquio como sede dos Jogos Olímpicos, entre 23 de julho e 8 de agosto de 2021.
Mas quando o assunto é cultura japonesa é impossível não lembrar do monstro fictício Gojira, o Godzilla; das histórias em quadrinhos japonesas, mais conhecidas como mangás, que dão origem aos animes ; e de Akira Kurosawa, um dos nomes mais importantes do cinema.

A cultura do país-sede dos Jogos Olímpicos 7
Visto pela primeira vez em 1954, Godzilla é a personificação do medo das armas nucleares, que logo ganhou versões no cinema norte-americano como vilão ou herói. De 2019, Godzilla II: Re i dos Monstros do diretor de Michael Dougherty, que conta com Andy Serkis, Kyle Chandler, Vera Farmiga e Millie Bobby Brown no elenco, traz a Dra. Emma Russell e membros da organização Monarch enfrentando monstros gigantes, agora chamadas de titãs, que colocam em risco a humanidade.
A cultura do país-sede dos Jogos Olímpicos 8
Entre as animações, os animes, estão Akira , um dos maiores e mais influentes da cultura pop, Ghost In T he Shell: O Fantasma Do Futuro que, inclusive, serviu de inspiração para a trilogia Matrix, a franquia Pokémon, que começou há 25 anos como um par de jogos eletrônicos no Japão e virou febre nos quatro cantos do mundo, e os três filmes da franquia Samurai X , também baseada em quadrinhos japoneses.
A cultura do país-sede dos Jogos Olímpicos 9
No cinema, Akira Kurosawa influenciou grandes diretores como o italiano Sergio Leone, por exemplo. A carreira do cineasta, que recebeu um Oscar Honorário em 1990 pelo conjunto da obra, ainda contou com mais duas estatuetas, um Urso de Prata no Festival de Berlim e dois Leão de Ouro no Festival de Veneza. O drama de guerra Kage musha, A Sombra De Um Samurai recebeu duas nomeações ao Oscar, incluindo o de Melhor Filme Estrangeiro, e levou a Palma de Ouro no Festival de Cannes.

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


A cultura do país-sede dos Jogos Olímpicos 10







Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Cinema

Comments are closed.