A Freira | Crítica

Uma história muito peculiar em que podemos pensar em mil e um finais…

Escrita por James Wan, mesmo de Invocação do Mal e Invocação do Mal 2 e Gary Dauberman, participando também de IT: A Coisa, Annabelle e Annabelle 2, suas bases para criar uma obra como A Freira.



A história começa em uma pequena cidade localizada na Romênia, em que uma freira suicida-se e acaba sendo encontrada por Frenchie (Jonas Bloquet), um jovem que fazia as entregas na igreja levando os mantimentos da semana.

A trama acaba desenvolvendo-se cada vez mais com a chegada da Irmã Irene (Taissa Farmiga) e do Padre Burke (Demian Bichir), por ordem do Vaticano, para investigarem o ocorrido.

A Freira é um filme spin-off da Invocação do Mal, tentando regredir a história para mostrar como o demônio de Irmã Victoria (Bonnie Aarons) surgiu.

A história tem uma base boa, mas acaba se perdendo por querer focar em muitos elementos para construir sua narrativa, com isso o filme perde muito a ideia de terror e acaba levando para o lado da ação e suspense, pois ficamos esperando por algo que acaba não acontecendo.

Quanto ao cenário, as luzes foram muito bem implementadas para a ambientação, trazendo mais suspense, aflição e terror.

Vale a ida ao cinema para assistir. Indico até para quem não curte o gênero de terror pois no final você pode surpreender-se.




» Siga o Burn Book no Facebook Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Leia Mais
Beyond: 1° Temporada | Crítica da Série