A Freira | Crítica

Uma história muito peculiar em que podemos pensar em mil e um finais…

Escrita por James Wan, mesmo de Invocação do Mal e Invocação do Mal 2 e Gary Dauberman, participando também de IT: A Coisa, Annabelle e Annabelle 2, suas bases para criar uma obra como A Freira.



A história começa em uma pequena cidade localizada na Romênia, em que uma freira suicida-se e acaba sendo encontrada por Frenchie (Jonas Bloquet), um jovem que fazia as entregas na igreja levando os mantimentos da semana.

A trama acaba desenvolvendo-se cada vez mais com a chegada da Irmã Irene (Taissa Farmiga) e do Padre Burke (Demian Bichir), por ordem do Vaticano, para investigarem o ocorrido.

A Freira é um filme spin-off da Invocação do Mal, tentando regredir a história para mostrar como o demônio de Irmã Victoria (Bonnie Aarons) surgiu.

A história tem uma base boa, mas acaba se perdendo por querer focar em muitos elementos para construir sua narrativa, com isso o filme perde muito a ideia de terror e acaba levando para o lado da ação e suspense, pois ficamos esperando por algo que acaba não acontecendo.

Quanto ao cenário, as luzes foram muito bem implementadas para a ambientação, trazendo mais suspense, aflição e terror.

Vale a ida ao cinema para assistir. Indico até para quem não curte o gênero de terror pois no final você pode surpreender-se.




» Siga o Burn Book no Facebook Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Leia Mais
The Vampire Diaries poder estar chegando ao seu fim