Adaptação live-action de Death Note será para maiores de 18 anos 3
Cinema

Adaptação live-action de Death Note será para maiores de 18 anos

Depois do sucesso de Deadpool, vários filmes pretendem seguir o mesmo caminho mais “sombrio”/sangrento, focando no público maior de 18 anos. 

Os filmes destinados para esse público são compostos por: cenas violentas, MUITO SANGUE, doses extras de “cenas mais picantes” e um linguajar mais pesado, onde palavrões são liberados.

tumblr_o1b5leV8a71uoi62no1_500

Roy Lee, produtor executivo da versão hollywoodiana do mangá de Tsugumi Ohba, afirmou em entrevista ao site Collider que o filme de Death Note “definitivamente será para adultos“.

“A chance da classificação ser menor do que a censura R [proibido para menores de 18 anos nos EUA] é zero. Essa será uma das primeiras adaptações de mangá que será bem realista, mas ainda com elementos fantáticos”

O anime Death Note é uma história que gira em torno de um estudante do ensino médio chamado Light Yagami, que descobre um caderno sobrenatural que lhe permite matar Todos que escrever o nome completo, enquanto imaginando o seu rosto.

O enredo segue suas tentativas de se tornar Deus através da criação de um novo mundo purificado do mal, usando o caderno, o conflito complexo entre ele e todos aqueles que tentam detê-lo. L. Yagamii será interpretado por Nat Wolff (A Culpa é das Estrelas, Cidades de Papel). Margaret Qualley (The Leftovers, Palo Alto) também integra o elenco.

tumblr_n6p91xv7r21tqlstlo1_500

Death Note ainda não tem data de estreia.

via Adoro Cinema

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Adaptação live-action de Death Note será para maiores de 18 anos 4







Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Cinema

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.