Vingadores: Guerra Infinita é o ápice do universo da Marvel nos cinemas (pelo menos por enquanto), e TODAS as teorias que li na internet antes de assistir ao filme estavam erradas, e isso SIM é uma coisa boa, afinal, o filme entrega tudo que um fã espera, e um pouco mais, pode não ser da maneira que você esperava, mas toda a essência dos seus personagens favoritos estará lá.

Sendo bem sincero, não sei bem por onde começar essa crítica, porque qualquer comentário extra ou detalhe pode ser um deslize, e contar como possível spoiler.

– CRÍTICA LIVRE DE SPOILERS –

Guerra Infinita é a junção de todo MCU, que no decorrer de 10 anos nos apresentou vários heróis, que aprendemos a amar, odiar, se identificar, tudo em seu devido tempo. O filme juntou todos os heróis (ou quase todos, sem spoilers) na luta contra o titã Thanos, o vilão mais cruel e impiedoso já apresentado pela Marvel.

Falando em Thanos, FINALMENTE temos um vilão decente apresentado pela Marvel, que se posso citar um dos pontos fracos nos cinemas, em 90% eles erram a mão no vilão, ou não tem motivação, ou não tem carisma e não cria empatia com o público, entre outros, mas aqui a história toma outro rumo. Thanos é um dos vilões mais poderosos, se não o mais poderoso e letal apresentado no universo da Marvel, e apesar de ser conhecido como “titã louco”, seu lado “humano” (com muitas aspas nessa parte) é mostrado no filme, e você como expectador acompanha os acontecimentos do filme sem saber o que esperar, pois apesar de saber seus objetivos, ideologias e afins, a fama de vilão sem precedentes é levada à risca aqui.

Eventos mostrados em Guardiões da Galáxia, Guerra Civil e principalmente em Thor: Ragnarok, são cruciais para a construção da trama do novo filme dos Vingadores, inclusive, o Thor ganhou um grande destaque nesse filme, e em vários momentos ele literalmente rouba a cena, e vale destacar também que conseguiram balancear aquele humor escrachado apresentado em Ragnarok, com o Deus do trovão/mais sério que conhecemos dos outros filmes.

Personagens adorados pelo público continuam com destaque aqui, desde os principais como Homem de Ferro, Capitão América, Feiticeira Escarlate, Doutor Estranho, até os mais “novos”, como os Guardiões da Galáxia e inclusive o Pantera Negra (foco no Pantera Negra), tem seus grandes momentos no filme.

O único ponto que vem me incomodando é o destaque que o Homem de Ferro ganha nos filmes, não que ele não tenha importância, longe disso, mas tem coisas um tanto quanto desnecessárias que acontecem em Guerra Infinita e o Homem de Ferro acaba sendo o centro da trama em alguns momentos, tirando o foco dos novos personagens que mereciam destaque, como o núcleo do Pantera Negra, e outros personagens que apesar de terem seus momentos grandiosos, não são tão bem explorados quanto o Homem de Ferro (e não é só nesse filme), porque até no filme do Homem-Aranha ele ganhou um destaque que não tinha necessidade, mas enfim … vamos ao que interessa.

Joe e Anthony Russo não poupam o expectador em nenhum momento, e construíram a narrativa de uma forma tão fluida, que você não vê o tempo passar, o ritmo do filme é frenético, as batalhas deslumbrantes e mesmo que o CGI deixe a desejar em alguns momentos, nada atrapalha a experiência de Guerra Infinita.

Sobre a questão de parte 1 e parte 2, temos uma linha clara que divide os dois filmes, e a primeira parte tem um fechamento satisfatório, mas ao contrário do que muitos deduziram, não acaba do nada apenas com uma frase no fundo preto “Os Vingadores voltam em 2019”, muito pelo contrário, nos últimos 25 minutos de filme o expectador é levado numa viagem em uma montanha russa de emoções, e com certeza vale o ingresso.

*VINGADORES: GUERRA INFINITA | CRÍTICA – COM SPOILERS

Guerra Infinita talvez seja um dos melhores filmes da Marvel (até agora), mas sem sombra de dúvidas é o mais maduro e “sombrio”, dado os acontecimentos que deixaram você sem reação após o final do filme. E sim, como esperado, temos uma cena pós-créditos que vale aguardar, pois ela dá dicas dos próximos passos da Marvel nos cinemas, e o que podemos esperar para os próximos anos.


» Siga o Burn Book no Facebook Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

Vingadores: Guerra Infinita | Crítica
94%Pontuação geral
Personagens100%
Enredo90%
Efeitos Especiais90%
Fotografia90%
Trilha sonora100%
Votação do leitor 11 Votos
79%

Deixe sua opinião aqui :)

Sem mais artigos
window.WPCOM_sharing_counts = {"https:\/\/www.burnbook.com.br\/cinema\/critica-vingadores-guerra-infinita-o-filme-mais-maduro-da-marvel\/":42986};