Diretor de "Esquadrão Suicida" se arrepende por não ter colocado Coringa como vilão no filme 4
Cinema

Diretor de “Esquadrão Suicida” se arrepende por não ter colocado Coringa como vilão no filme

Apesar de “Esquadrão Suicida” não fazer sucesso com a crítica/público em geral, continuam falando do filme até hoje. Apesar do sucesso de bilheteria, David Ayer, o diretor do filme, parece não ter ficado muito feliz com o resultado geral, principalmente com as críticas negativas.

A revelação por parte do diretor veio após um fã chamar o filme de “obra de arte”, e Ayer fez um textão dizendo o que mudaria no filme, e claro que não poderia faltar um dos pontos que REALMENTE faltaram no filme: um bom vilão.

Confira a “carta” abaixo:

Diretor de "Esquadrão Suicida" se arrepende por não ter colocado Coringa como vilão no filme 5

“Muito obrigado. Sei que é um filme controverso, eu realmente tentei fazer algo diferente com um visual e uma voz próprios.

Eu me inspirei na insanidade dos quadrinhos originais. Fazer um filme é uma jornada, não uma linha reta. Eu aprendi muito. As pessoas querem o que querem, e todo mundo tem uma visão pessoal de como cada personagem deve ser, andar e falar. […] Eu sei que o filme tem suas falhas, o mundo inteiro sabe. Nada machuca mais do que pegar o jornal e ver que anos de seu sangue, lágrimas e suor foram estraçalhados. O ódio é forte lá fora.

O filme teve um bom sucesso comercial. E o mundo conhecer alguns personagens bem legais do Universo da DC. E esse sucesso foi graças à imaginação e ao poder da DC e dos personagens. Eu faria várias coisas diferentes? Sim, com certeza.

Eu queria ter uma máquina do tempo. Eu faria o Coringa ser o vilão principal e ter construído uma história mais concreta. Eu peguei o lado bom e ruim e aprendi com isso. Eu amo fazer filmes e amo a DC. Eu sou um formado do colégio e pintei casas para sobreviver. Tenho sorte por ter esse emprego. Tenho que dar aos personagens as histórias e tramas que eles merecem na próxima vez. De verdade”.

E ele termina dando fim a uma grande teoria: “E não, não há uma edição secreta do filme com um monte de cenas do Coringa“.

via PP

 

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Diretor de "Esquadrão Suicida" se arrepende por não ter colocado Coringa como vilão no filme 6


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Cinema

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.