Executivas da Warner Bros. não querem mais Johnny Depp na franquia Animais Fantásticos

Jake Bloom, ex-advogado de Johnny Depp, abriu uma ação judicial com provas de que o ator tentou coagir o ex-presidente da Warner Bros a retirar Amber Heard de todos os filmes do estúdio. Parte dos executivos mais poderosos da Warner foi intimada a depor no julgamento do caso.

Executivas estão preocupadas em que tipo de mensagem a presença de Depp na franquia passa para o público. A cúpula está alarmada com a alta rejeição que o ator teve em meio ao público mais fã da saga Harry Potter e com as novas alegações de abusos apresentados à justiça pela ex-esposa de Johnny, Amber Heard, estrela de Aquaman. O cenário é ainda pior após a saída do presidente do estúdio, Kevin Tsujihara, por questões relacionadas a assédio sexual.


A Warner também estaria preocupada com a defesa ao ator feita pela autora J.K. Rowling, que teria abaixado a sua popularidade com os fãs, o que não é bom pro andamento da nova série.

+ Diretor defende a permanência de Johnny Depp em Animais Fantásticos

As filmagens do terceiro filme ainda estão no período de adiamento após o baixo desempenho e as críticas negativas de Os Crimes de Grindelwald.

via Pipoca Combo

Leia Mais
Robert Downey Jr. visita hospital infantil antes da estreia de Guerra Civil em Londres!