Harry Styles pediu quase R$ 40 milhões para interpretar o príncipe Eric no novo “A Pequena Sereia” 15
Cinema

Harry Styles pediu quase R$ 40 milhões para interpretar o príncipe Eric no novo “A Pequena Sereia”

Cotadíssimo para dar vida ao príncipe Eric na versão live-action de “A Pequena Sereia”, Harry Styles poderá fazer sua tão desejada migração definitiva do mundo da música para o do cinema embolsando um cachê de US$ 10 milhões (R$ 37,7 milhões). Essa é a cifra que os agentes dele pediram nessa semana para o pessoal da Disney, responsável pela produção inspirada no desenho de mesmo que o estúdio lançou em 1989, para que o líder licenciado da banda One Direction assuma o cobiçado papel.

Tradicionalmente, a Disney não paga valores dessa magnitude a atores sem muita experiência na telona, mas Styles pode se tornar uma exceção. De qualquer forma, ele provou que leva talento para o métier em 2017, quando apareceu em uma ponta de luxo em “Dunkirk” (em troca de um salário modesto de meros US$ 350 mil/R$ 1,32 milhão) e que inclusive lhe rendeu muitos elogios na época.

via glamurama

 

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Harry Styles pediu quase R$ 40 milhões para interpretar o príncipe Eric no novo “A Pequena Sereia” 16


O que você achou desse Post?

LOL
0
GOSTEI
0
AMEI
0
CONFUSO
0
Engraçado
0
Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Cinema

Leave a reply