Hollywood há 100 anos conta as mesmas seis histórias, e você nem percebeu 16

Hollywood há 100 anos conta as mesmas seis histórias, e você nem percebeu


Não há consenso de fato entre roteiristas, dramaturgos e etc, sobre quantas seriam as histórias que seguem sendo desenvolvidas através dos anos. Porém, todos esses afirmam que, ao menos aqui na cultura ocidental, existe uma infinidade de tramas simples, alguns esquemas narrativos ou argumentos que representam quase que todas as ficções atuais, indo dos romances ao cinema ao teatro, passando pelas séries e até mesmo a musicais.

Prefere ouvir esse conteúdo? Ouça no Burn Cast, só dar play no player abaixo:



Hollywood é, geralmente, criticada com toda razão por essa prática de reciclar esses padrões básicos argumentativos, que acabam recontando a mesma história um ZILHÃO de vezes. Tudo é combinado, amadurecido (ou não), e servido novamente como se fosse algo novo, e não um produto inúmera vezes reciclado. Seguindo a ideia de Vladimir Propp, um dos pais do estudo da narrativa moderna, insistia na frase “nada novo sob o sol”, que acaba sendo tão desanimadora quanto exata nesse sentido. A originalidade, de certa forma, pode acabar sendo uma pretensão ingênua e vazia, quando não egocêntrica. Tudo já foi criado e contado, e após milênios de tradição narrativa, seja oral, escrita ou audiovisual, a única coisa que resta é combiná-las novamente e refiná-las, do jeito mais criativo possível. 

Hollywood há 100 anos conta as mesmas seis histórias, e você nem percebeu 17

*Apesar do título do Post, nem todas as produções citadas aqui são de Hollywood

Histórias de Ícaro

 São histórias de ascensão e queda: como já era contado no mito grego do filho do arquiteto Dédalo, que fabricou asas de plumas para que Ícaro pudesse voar, mas acabou se precipitando ao voar muito próximo ao sol, e acabou derretendo a cera que unia as asas ao seu corpo. Sendo mais específico, são narrativas de ascensão social, de êxito, de vaidade triunfante e, no último momento, do castigo que merece todo aquele que, por ambição, falta de realismo ou até mesmo estupidez, tenta voar muito alto. Muitas histórias de Ícaro são fábulas morais em que o personagem, conforme ascende, vai se esquecendo de suas qualidades heroicas e renunciando à sua integridade e suas virtudes, porém nem sempre são histórias de heróis. Por isso merece ser castigado com uma queda que é um golpe que restaura a ordem natural das coisas e nos recorda como no fundo somos todos insignificantes. Dessa forma, as histórias de Ícaro são uma indução forçada à humildade.

Produções que já vimos assim: Era uma vez… em Hollywood, Parasita, Bom Comportamento, O Lobo de Wall Street, Joias Brutas, Bingo

Hollywood há 100 anos conta as mesmas seis histórias, e você nem percebeu 18

Histórias de Orfeu

São viagens de ida e volta ao inferno, como a de Orfeu, o rapsodo e semideus mitológico. Diferente das histórias de Ícaro, não acabam necessariamente na derrota do herói, mas costumam encerrar em finais melancólicos, em que o herói volta para casa esmagado pelo peso da experiência que viveu. Mais sábio, mais cético e, no final das contas, mais triste. Ou tendo perdido de novo o que foi procurar, como ocorria com o próprio Orfeu, que voltou do inferno inteiro, mas sem sua esposa, Eurídice.

Produções que já vimos assim: The Last Of Us Parte 2, Taxi DriverA Lista de Schindler, Coringa, Logan, O irlandês, Breaking Bad

Hollywood há 100 anos conta as mesmas seis histórias, e você nem percebeu 19

Histórias de Cinderela

Na ascensão de um herói (ou heroína, já que muitas histórias de Cinderela têm protagonista feminina) que parte de origens muito humildes, lida com diversos obstáculos e atinge a grandeza sem comprometer sua integridade nem renunciar a suas virtudes. Seria uma forma saudável de ascensão, diferentemente do que ocorre nas histórias de Ícaro, pois não se deixa arrastar pela vaidade e pelo excesso, nem compromete sua pureza, por isso ao final recebe sua merecida recompensa, que é o sucesso, o amor ou a felicidade.

Produções que já vimos assim: : Uma Linda Mulher, Quem Quer Ser Um Milionário?, Jogos Vorazes, À Procura da Felicidade, Aladdin, A Nova Cinderela, Joy – O nome do sucesso.

Hollywood há 100 anos conta as mesmas seis histórias, e você nem percebeu 20

Viagens iniciáticas (ou a forja do herói)

Bem menos trágicas que as outas que passaram pelo inferno, costumam ser histórias da passagem para a maturidade ou a plena realização pessoal de personagens que ainda não encontraram a si mesmos e, para isso, precisam de uma experiência transformadora, uma aventura, um encontro casual na estrada da vida. Obviamente, nem todas as viagens iniciáticas conduzem a finais felizes.

Produções que já vimos assim: Conta Comigo Pequena Miss Sunshine, Logan, Zumbilândia, Gigantes de Aço, The Last Of Us, Chef, Ad Astra, Into The Wild, Férias Frustradas.

Hollywood há 100 anos conta as mesmas seis histórias, e você nem percebeu 21

O objeto mágico (ou a busca do herói)

O herói permanece afastado do mundo, tranquilo em sua rotina e em seu cotidiano, até que encontra algo que será valioso para ele, mas em seguida perde, ou ROUBAM esse tesouro, e ele precisa recuperá-lo. A história do objeto mágico trata-se de um padrão tão básico que inúmeras ficções contemporâneas continuam a explorá-la de maneira consciente ou inconsciente. Na ficção, também pode ser conhecido como MacGuffin, que é um dispositivo do enredo, na forma de algum objetivo, objeto desejado, ou outro motivador que o protagonista persegue, muitas vezes com pouca ou nenhuma explicação narrativa, como dito anteriormente. O tipo mais comum de MacGuffin é um objeto, lugar ou pessoa. Outros tipos abstratos incluem dinheiro, vitória, glória, sobrevivência, poder, amor, ou alguma inexplicável força motriz.

Produções que já vimos assim: Busca Implacável, O Mágico de OzIndiana Jones e os Caçadores da Arca PerdidaStar WarsOs GooniesO Senhor dos Anéis, Pulp fiction, Se beber Não Case, O Resgate do Soldado Ryan.

Hollywood há 100 anos conta as mesmas seis histórias, e você nem percebeu 22

Rapaz conhece moça (ou ‘sujeito’ mágico)

Existe uma variação da fórmula objeto mágico, e que com frequência incorpora também elementos da viagem iniciática ou das histórias de Cinderela. Se trata do seguinte: depois de um encontro casual entre dois personagens que se sentem atraídos um pelo outro de maneira instantânea, ocorre um desencontro ou separação, que pode se dever a um sequestro, uma viagem inadiável, uma aparente incompatibilidade de gênios, a intromissão romântica de um terceiro personagem ou qualquer outro pretexto narrativo que possa ocorrer aos roteiristas. Essa separação obriga o protagonista a embarcar em um processo de busca, reencontro ou recuperação de seu objeto de amor ou de desejo.

Produções que já vimos assim: 10 coisas que eu odeio em você, Amizade Colorida, O Lado Bom da Vida, Uma Esposa de Mentirinha, Como se fosse a primeira vez, Como Perder Um Homem em 10 Dias, Questão de Tempo, O Melhor Amigo da Noiva, Brilho Eterno de uma mente sem lembranças, E se fosse verdade, Três Vezes Amor.


Hollywood há 100 anos conta as mesmas seis histórias, e você nem percebeu 23

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Leia Mais
Hollywood há 100 anos conta as mesmas seis histórias, e você nem percebeu 34
“Genies”, o novo filme da Disney conta a história do Gênio azul de Aladdin.