Atenção! Spoilers de Logan abaixo:

.

.

.

.

.

.

Em uma entrevista ao Yahoo!, Hugh Jackman disse que ele pretendia fazer um final diferente para Logan. Jackman revelou que pretendia terminar o filme de forma semelhante ao filme Os Imperdoáveis (Clint Eastwood) — que serviu como inspiração para o longa.

É mais poderoso que Munny não morra no final. Você supõe que ele vai morrer em breve, mas ao tomar essa ação final e matar todos, ele abraça toda a escuridão que ele tentou deixar de lado em toda sua vida. Agora ele tem que viver com isso, e é quase mais devastador do que a morte.

Hugh Jackman então sugeriu esse final ao diretor e roteirista James Mangold, diretor e roteirista do filme, discutiu a ideia com Hugh Jackman, mas descartou na versão final do roteiro. 

Sempre ficou na minha cabeça que o Logan possivelmente iria morrer nesse filme. Mas eu também sempre achei que talvez fosse mais interessante se ele não morresse…  James Mangold, como sempre, estava certo no final. Logan é diferente de um humano, ele é indestrutível e por isso ver ele no seu leito de morte dizendo: ‘É assim que vocês se sentem’ é tão impactante.

Confira nossa crítica de Logan


Em 2029, Logan (Hugh Jackman) ganha a vida como chofer de limousine para cuidar do nonagenário Charles Xavier (Patrick Stewart). Debilitado fisicamente e esgotado emocionalmente, ele é procurado por Gabriela (Elizabeth Rodriguez), uma mexicana que precisa da ajuda do ex-X-Men para defender a pequena Laura Kinney / X-23 (Dafne Keen). Ao mesmo tempo em que se recusa a voltar à ativa, Logan é perseguido pelo mercenário Donald Pierce (Boyd Holbrook), interessado na menina.

Logan já está em cartaz nos cinemas.


» Siga o Burn Book no Facebook Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

via Jovem Nerd

Deixe sua opinião aqui :)

Sem mais artigos