Jogador Nº 1 | Filme pode se qualificar para uma indicação na categoria de Melhor Animação do Oscar 11
Cinema

Jogador Nº 1 | Filme pode se qualificar para uma indicação na categoria de Melhor Animação do Oscar

Segundo o site THR, Jogador Nº 1 pode se candidatar a uma indicação ao Oscar de Melhor Animação, caso a Warnerprodutora do filme, envie o pedido para a academia. 
Segundo as regras da academia, para um filme ser considerado animação pelo menos “75% dele deve ser animado. Além disso, a narrativa deve conter um número significativo de personagens animados”.
Jogador Nº 1 mescla cenas reais, com cenas feitas em computação gráfica/animação, ou seja, tem reais chances de concorrer ao Oscar. 

Num futuro distópico, situado em 2044, Wade Watts, como o resto da humanidade, prefere a realidade virtual do jogo OASIS ao mundo real. No jogo, seus usuários devem descobrir a chave de um quebra-cabeça diabólico, baseado na cultura do final do século XX, para conquistar um prêmio de valor inestimável. Para vencê-lo, porém, Watts terá de abandonar a existência virtual e ceder a uma vida de amor e realidade da qual sempre tentou fugir.

O filme está em cartaz no cinema.


*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Jogador Nº 1 | Filme pode se qualificar para uma indicação na categoria de Melhor Animação do Oscar 12


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Cinema

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.