John Green diz que "Quem é você, Alasca?" não será adaptado para os cinemas 3
Cinema

John Green diz que “Quem é você, Alasca?” não será adaptado para os cinemas

Afinal, o que aconteceu com a adaptação de “Quem é Você Alasca?”?

A notícia não é muito boa para os fãs do autor (inclusive eu), pois uma das adaptações mais esperadas pode ficar engavetada para sempre, pelo menos é isso que o próprio John Green disse sobre a adaptação do livro Quem é você, Alasca?. 

tumblr_n2jjoxRZ4A1rw79q6o1_500

Acontece que o autor não tem controle nenhum sobre a produção desse filme, e os direitos de adaptação foram vendidos para a Paramount em 2005, e pra variar, eles não tem planos para lançar a adaptação num futuro próximo, e ainda se recusaram a vender os direitos de volta para ele.

“Já que isso tem tantos RTs, eu acho que devo dizer: Não haverá filme de Looking for Alaska (do meu conhecimento, pelo menos”

“Eu não tenho controle sob os direitos do filme de ‘Quem é você, Alasca?’. Do meu conhecimento, a Paramount (que detém os direitos) não tem planos.”

Confira o depoimento completo do autor John Green sobre esse assunto:

Aconteceu a mesma coisa que acontece com 99% dos livros que são comprados pela empresas de cinema: ele estancou na fase de desenvolvimento. Josh Schwartz escreveu um ótimo roteiro, o tipo de script que é tão bom que nenhuma instituição com fins lucrativos nunca iria investir dezenas de milhões de dólares para fazer um filme, por isso, provavelmente, nunca será produzido. Será que isto me deixa triste? Não. Por um lado, se eu vou ser honesto, eu gosto de ir ao cinema, mas acho o processo de como os filmes são feitos horrível e condenável (da mesma forma, eu gosto de bacon).

Além disso, “Quem é Você Alasca?” tem uma vida maravilhosa. As pessoas ainda estão a lê-lo pela primeira vez, e elas ainda estão o recomendando aos seus amigos, e ele ainda é um livro que as pessoas estão descobrindo. Muitos dos leitores sentem uma conexão intensa com a história e seus personagens, e eu sou extremamente grato por isso. Se eles fizerem um filme, pode ser brilhante, e certamente iria vender um monte de livros, mas os leitores inevitavelmente perdem parte da conexão que eles sentem com a história. Eu amo os filmes de Harry Potter, mas eles mudaram para sempre os livros para mim: eu não posso deixar de ver Ron como Rupert e Hermione como Emma.

Isso aconteceria com o filme do livro, e ao mesmo tempo é claro que eu adoraria ter um monte de dinheiro e ir a festas extravagantes de Hollywood e outras coisas, no final, eu me sinto muito sortudo que esse livro vive apenas como palavras em um página. Dito isto, se eles fizerem o filme, eu acho que poderia ser um bom filme, e eu ficaria totalmente animado. Mas eu não estou esperando pacientemente o telefone tocar ou qualquer coisa.

tradução via LEC

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


John Green diz que "Quem é você, Alasca?" não será adaptado para os cinemas 4


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Cinema

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.