Lady Gaga ameaçou boicotar cerimônia se as cinco canções indicadas não fossem apresentadas ao vivo

Numa dança das cadeiras típica de novela mexicana, a Academia de Artes e Ciências Televisivas voltou atrás e confirmou performances das cinco indicadas ao Oscar de melhor canção original. Porém, parece que teve uma pessoa essencial para tal mudança: Lady Gaga.

Segundo o portal Deadline, apenas os hits “Shallow” (Nasce uma Estrela) e “All the Stars” (Pantera Negra) seriam apresentados, por terem maior apelo com o público. Porém, Gaga achou essa notícia injusta e só aceitaria cantar se todos seus concorrentes tivessem espaço na premiação. Sem querer perder uma das estrelas mais aguardadas, os produtores tiveram que aceitar tal exigência.


Assim, “Shallow” será apresentada por Lady Gaga (e talvez Bradley Cooper?), Kendrick Lamar vai cantar “All the Stars” e Jennifer Hudson já confirmou sua presença com “I’ll Fight (RBG). Só resta saber se atores serão responsáveis por performar “When A Cowboy Trades His Spurs” (The Ballad of Buster Scruggs) e “The Place Where Lost Things Go” (O Retorno de Mary Poppins), como acontecem nos respectivos filmes. No último caso, Emily Blunt não deve subir ao palco para soltar a voz e “um convidado especial” foi escalado para a função.

Ao mesmo tempo, fontes da Variety afirmam que a Academia está tentando negociar uma apresentação da banda Queen, após as cinco indicações recebidas por Bohemian Rhapsody. O Oscar 2019 será realizado no dia 24 de fevereiro.

via Adoro Cinema

Leia Mais
Resenha: Passarinho, de Crystal Chan