Liga da Justiça é chamado de um divertido filme de super-heróis 3
Cinema

Liga da Justiça é chamado de um divertido filme de super-heróis

Alguns críticos de sorte já puderam ver o primeiro filme da Liga da Justiça e embora eles só poderão publicar suas críticas dia 15, os comentários nas redes sociais estão mais do que livres a partir do dia 10. Com isso já tivemos nossas primeiras impressões do longa e pelo visto duas coisas ficarão claras: o tom sombrio de Batman vs Superman sumiu e temos um filme bem divertido em mãos.

O editor do SyFyWire ainda comparou o longa a animação Liga da Justiça: Sem Limites

 

“Eu vi Liga da Justiça duas vezes.” contou Aaron, o editor “Ainda sob embargo, mas: este é um filme divertido de super-heróis. Me lembrou de uns episódios de Liga da Justiça: Sem Limites. Agradável interação entre os heróis. Há um problema com o vilão”. 

Outras críticas por meio das redes sociais também comentário como a dinâmica do grupo é muito boa e as cenas de ação bem feitas, embora a história e o ritmo nem tanto. O vilão Lobo da Estepe (Ciaran Hinds) e o Ciborgue (Ray Fisher) foram apontados como os pontos mais fracos do longa enquanto o Flash (Ezra Miller) e o Aquaman (Jason Momoa) roubaram as cenas.

 

Liga da Justiça chega aos cinemas em 15 de novembro.

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Liga da Justiça é chamado de um divertido filme de super-heróis 4


O que você achou desse Post?

LOL
0
GOSTEI
0
AMEI
0
CONFUSO
0
Engraçado
0
Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Cinema

Leave a reply