Mark Wahlberg doa cachê em nome de Michelle Williams para o fundo do Time's Up 5
Cinema

Mark Wahlberg doa cachê em nome de Michelle Williams para o fundo do Time’s Up

Depois do escândalo protagonizado por Kevin Spacey, a equipe de produção do filme Todo o Dinheiro do Mundo decidiu substituir o ator por Mark Wahlberg, que exigiu um cachê milionário para participar das refilmagens do filme. 

O problema é que a atriz Michelle Williams ganhou menos de mil dólares para as refilmagens, enquanto o ator Mark Wahlberg recebeu US$1,5 milhão pelo mesmo trabalho. 

Diante de toda repercussão negativa, Mark Wahlberg teve uma atitude nobre: doou o cachê de US$1,5 milhão ao fundo colaborativo do Time’s Up, criado para o suporte de vítimas de assédio na indústria.

“Ao longo dos últimos dias, meu cachê pelas refilmagens de Todo o Dinheiro do Mundo se tornou um tema importante de discussão. Eu apoio 100% a luta por pagamentos justos e estou doando o US$1,5 milhão ao fundo de defesa legal do Time’s Up no nome de Michelle Williams”

Agência que representa os dois atores e que ficou marcada por intermediar a transação discrepante nos contratos de Wahlberg e Williams, a William Morris Endeavor (WME) também fez uma doação ao fundo do Time’s Up, no valor de US$ 500 mil.

“A discussão atual é um lembrete a nós que estamos em posição de influência para termos responsabilidade para combater desigualdades, como a diferença salarial entre homens e mulheres”, assinou a WME, lembrando que doara US$ 1 milhão no início do mês.

Todo o Dinheiro do Mundo estreia no Brasil no dia 1º de fevereiro.

via Adodo Cinema

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Mark Wahlberg doa cachê em nome de Michelle Williams para o fundo do Time's Up 6







Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Cinema

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.