Mulher-Maravilha 1984 chega às telas brasileiras em formato digital em 28 de janeiro 3
Cinema

Mulher-Maravilha 1984 chega às telas brasileiras em formato digital em 28 de janeiro

Lançado nos cinemas em dezembro de 2020, Mulher-Maravilha 1984, da Warner Bros. Pictures, chega às plataformas digitais sob demanda para compra e aluguel em 28 de janeiro e poderá ser assistido nas TVs, celular ou qualquer outro device, a qualquer momento.
Avançando para a década de 80, essa aventura coloca a Mulher-Maravilha frente a novos desafios e apresenta dois novos inimigos: Max Lord e Mulher-Leopardo. Este novo capítulo da história mostra uma Diana Prince mais madura, vivendo tranquilamente na vibrante e elegante década de 1980, trabalhando com curadoria de artefatos antigos e realizando seus atos heroicos anonimamente. Embora ela tenha adquirido todos os seus poderes, se mantém discreta.

Agora, o destino do mundo está mais uma vez em jogo, e apenas a Mulher-Maravilha pode salvá-lo.

O filme poderá ser comprado – opção perfeita para quem quer incluir o título na sua playlist pessoal e assisti-lo quantas vezes quiser – ou alugado – que garante acesso à produção pelo período de 48 horas, sem limite de plays – a partir do dia 28 de janeiro nas versões dublada e legendada nas principais plataformas digitais on demand como Apple TV, Claro, Google Play , SKY Play, VIVO Play e Uol Play.

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Mulher-Maravilha 1984 chega às telas brasileiras em formato digital em 28 de janeiro 4


O que você achou desse Post?

LOL
0
GOSTEI
0
AMEI
0
CONFUSO
0
Engraçado
0
Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Cinema

Leave a reply