Mulher-Maravilha - Não, Gal Gadot não ganhou 46 vezes menos do que Henry Cavill! 5
Cinema

Mulher-Maravilha – Não, Gal Gadot não ganhou 46 vezes menos do que Henry Cavill!

Conforme publicamos nesse post, o site Decider informou que a estrela Gal Gadot havia recebido apenas 300 mil dólares por sua atuação em Mulher-Maravilha, enquanto Henry Cavill teria recebido cerca de 14 milhões de dólares por sua atuação como Superman em Homem de Aço.

Agora os fatos apontam que essa notícia estava errada, pois uma outra fonte com conhecimento de negociação de estúdios, falou a Vanity Fair sobre o valor recebido por Henry Cavill: “Certamente não é um valor recebido de apenas um filme. Isso seria absurdo”.

Mulher-Maravilha - Não, Gal Gadot não ganhou 46 vezes menos do que Henry Cavill! 6

A mesma fonte ainda falou sobre o salário de Gadot, “Atores iniciando em franquias são pagos dentro de uma faixa de valor de entrada. Caso a franquia decole, eles passam a receber consideravelmente mais”.  Ou seja, ela vai ganhar (ou já ganhou) o mesmo que ele, visto que teremos mais filmes pela frente. 

 

via LDH

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Mulher-Maravilha - Não, Gal Gadot não ganhou 46 vezes menos do que Henry Cavill! 7


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Cinema

Leave a reply