Netflix vai adaptar a versão americana de Death Note 3
Cinema

Netflix vai adaptar a versão americana de Death Note

Parece que nossas orações deram resultado. Lembram-se que a Warner iria fazer um remake americano de Death Note? O confronto épico que se desenrolou entre Light Yagami e L, e seus sucessores Near e Mello, foi adaptado por várias mídias. Considerado um doas maiores mangás de todos os tempo, muitos estavam um tanto aflitos quando souberam que os americanos iriam por a mãos na história. Será que fariam um novo Dragonball Evolution?

Agora as coisas mudaram. Com a Warner decidindo focar apenas em suas franquias principais, o diretor Adam Wingard (Você é o Próximo) moveu a produção para o Netflix. O serviço de straming está negociando com Adam e, fontes dizem, que eles estão prontos para levar a produção a diante. 

Nat Wolff (Cidades de Papel) e Margaret Qualley (The Leftovers) na produção. Sei que muitos não vem Nat como alguém que poderia carregar o manto de Kira – sendo eu um deles -, mas esse passo me faz pensar que podemos ver algo épico.

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Netflix vai adaptar a versão americana de Death Note 4







Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Cinema

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.