Oscar vai exigir mais diversidade em indicados a melhor filme a partir de 2024 5
Cinema

Oscar vai exigir mais diversidade em indicados a melhor filme a partir de 2024

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos anunciou nesta terça-feira (8) novas exigências para que produções sejam indicadas à categoria de melhor filme do Oscar a partir de 2024.

As medidas fazem parte de um plano da organizadora da maior premiação do cinema para aumentar a diversidade da indústria.

Em resumo, produções que quiserem concorrer à principal categoria do Oscar devem atender a dois dos quatro critérios:

Oscar vai exigir mais diversidade em indicados a melhor filme a partir de 2024 6

  • ter membros de minorias, como negros ou latinos, em papéis de protagonistas ou coadjuvantes, ou 30% do elenco composto por grupos pouco representados, ou narrativa principal focada nestes grupos;
  • ter um número determinado de membros de grupos pouco representados, como mulheres ou pessoas com deficiência, em cargos de liderança ou 30% da equipe geral formada por membros destes grupos;
  • oferecer cargos pagos de estágio ou de aprendizado para membros de grupos pouco representados nos estúdios, distribuidoras e produtoras, além de vagas de oportunidades de desenvolvimento de habilidades e de treinamento para membros destes grupos em cargos menores na equipe de produção;
  • ter cargos de liderança nos estúdios e/ou produtoras preenchidos por membros de minorias ou grupos pouco representados nas equipes de marketing, distribuição e/ou publicidade.

Todas as demais categorias devem manter seus requisitos atuais.

O Oscar 2021 foi adiado para 25 de abril por causa da pandemia do novo coronavírus. A edição também flexibilizou seus critérios de elegibilidade.

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Oscar vai exigir mais diversidade em indicados a melhor filme a partir de 2024 7


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Cinema

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.