A polêmica da vez foi um comentário (a.k.a ataque) feito por James Cameron, criador da franquia Avatar e diretor de Aliens – O Resgate. Cameron criticou o trabalho da diretora Patty Jenkins, que por sua vez respondeu sem perder a postura. 

Jenkins respondeu aos comentários de Cameron, dizendo que o cineasta não está em posição de fazer aquelas críticas, porque ele não entende o que a personagem realmente é.

A incapacidade de James Cameron entender o que a Mulher-Maravilha é ou o que representa para mulheres de todo o mundo não é uma surpresa, já que, embora ele seja um ótimo cineasta, ele não é uma mulher. Mulheres fortes são ótimas. Os elogios dele para meu filme Monster: Desejo Assassino e nossa abordagem de uma mulher forte, mas problemática foi muito apreciado. Mas se mulheres precisam sempre ser duronas e problemáticas para serem fortes, e não estamos livres para sermos multidimensionais ou celebrarmos um ícone de mulheres de todo o mundo porque ela é atraente e adorável, então nós não evoluímos muito, né. Eu acredito que mulheres podem e deveriam ser TUDO o que os protagonistas masculinos podem ser. Não há um tipo de mulher poderosa certo ou errado. E o enorme público que fizeram do filme um sucesso certamente podem escolher e julgar seus próprios ícones de progresso.

Se você não acompanhou a polêmica, confira o comentário feito por James Cameron durante uma entrevista ao The Guardian:

Todos esses autoelogios que Hollywood está fazendo sobre Mulher-Maravilha tem sido tão equivocados. Ela é um ícone objetificado, e são só os homens de Hollywood fazendo as mesmas coisas! Eu não estou dizendo que eu não gostei do filme mas, para mim, é um retrocesso. Sarah Connor não era um ícone de beleza. Ela era forte, tinha problemas, era uma péssima mãe e conseguiu o respeito do público através de pura garra. E para mim, [a vantagem de personagens como Sarah] é tão óbvia. Quer dizer, metade do público é feminino!

Atualmente, James Cameron está trabalhando nas continuações de Avatar, sendo que o próximo chega em 18 de dezembro de 2020. Já Patty Jenkins retornará para dirigir Mulher-Maravilha 2, que chega em 13 de dezembro de 2019.

via Jovem Nerd


» Siga o Burn Book no Facebook , Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

Deixe sua opinião aqui :)

Sem mais artigos