Patty Jenkins sobre ter recusado dirigir Thor 2: “Não tinha como fazer um bom filme com aquele roteiro” 15
CinemaLink na Bio

Patty Jenkins sobre ter recusado dirigir Thor 2: “Não tinha como fazer um bom filme com aquele roteiro”

Patty Jenkins, a diretora de Mulher-Maravilha, QUASE dirigiu um filme do Thor para a Marvel Studios, porém, ela abandonou o projeto e foi substituída por Alan Taylor em Thor: O Mundo Sombrio, três meses após ter assinado com o estúdio.

Na época, a desculpa usual foi a de “divergências criativas”, mas agora ela explicou exatamente o que aconteceu em entrevista à Vanity Fair.

“Eu não acreditava que poderia fazer um bom filme com aquele roteiro que eles planejavam. E iria parecer que foi minha culpa. Você não pode fazer filmes em que não acredita.”

No entanto, Jenkins elogia a Marvel pela chance – principalmente por terem chamado uma mulher para dirigir, em uma época onde quase nenhum estúdio fazia isso.

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Patty Jenkins sobre ter recusado dirigir Thor 2: “Não tinha como fazer um bom filme com aquele roteiro” 16


O que você achou desse Post?

LOL
0
GOSTEI
0
AMEI
0
CONFUSO
0
Engraçado
0
Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Cinema

Leave a reply