Purl, o primeiro curta da Pixar lançado direto na internet fala sobre feminismo

Escrita e realizada por Kristen Lester, Purl é a primeira das SparkShortso novo programa de curtas-metragens da Pixar. Com um tempo de produção mais curto que o habitual, o objetivo desta série de filmes independentes feitos pela própria empresa é “descobrir novos contadores de histórias, explorar novas técnicas de contar histórias, e experimentar novos fluxos de trabalho”, segundo Jim Morris, presidente do estúdio.


Escrita e realizada por Kristen Lester, Purl é a primeira das SparkShortso novo programa de curtas-metragens da Pixar. Com um tempo de produção mais curto que o habitual, o objetivo desta série de filmes independentes feitos pela própria empresa é “descobrir novos contadores de histórias, explorar novas técnicas de contar histórias, e experimentar novos fluxos de trabalho”, segundo Jim Morris, presidente do estúdio.

Ainda no site oficial, Jim completa afirmando que esta é “uma oportunidade para desbloquear o potencial de artistas individuais e as suas abordagens inventivas à produção de filmes numa escala menor” do que a produção comum do estúdio.

O novo curta-metragem conta a história de uma pequena bola de lã cor-de-rosa que começa a trabalhar em uma start-up de alta finança, dinâmica e ritmo acelerado. No seu primeiro dia de trabalho, após o entusiamos inicial, percebe que está deslocada: a maioria dos seus colegas são homens, muito parecidos entre si e com um vocabulário nada convidativo para quem não seja como eles. 

Pixar sempre oferece temas e mensagens, não apenas para crianças, mas para pessoas de todas as idades. Contudo, “Purl” tem um impacto um pouco mais pesado. A diretora Kristen Lester conta que a história foi inspirada por um acontecimento pessoal:

“É baseado na minha experiência em animação. Meu primeiro trabalho, eu era como a única mulher na sala, e assim, para fazer a coisa que eu amava, eu meio que me tornei um dos caras. E então eu vim para a Pixar, e comecei a trabalhar em equipes com mulheres pela primeira vez, e isso realmente me fez perceber o quanto do aspecto feminino de mim mesmo eu havia enterrado e deixado para trás.”

Além do curta, já tem cinco curtas-metragens previstas, como consta no site oficial da Pixar. Para este mês estão programados: “Smash and Grab”, uma história de amor de robôs, que estreará no dia 11; e “Kitbull”, uma história sobre um pitbull e um gatinho, que estreará no dia 18. 

O curta-metragem está disponível no Youtube.

via designculture

Leia Mais
O comediante Stephen Colbert entrevista Smaug de o Hobbit