Purl, o primeiro curta da Pixar lançado direto na internet fala sobre feminismo 4
Cinema

Purl, o primeiro curta da Pixar lançado direto na internet fala sobre feminismo

Escrita e realizada por Kristen Lester, Purl é a primeira das SparkShortso novo programa de curtas-metragens da Pixar. Com um tempo de produção mais curto que o habitual, o objetivo desta série de filmes independentes feitos pela própria empresa é “descobrir novos contadores de histórias, explorar novas técnicas de contar histórias, e experimentar novos fluxos de trabalho”, segundo Jim Morris, presidente do estúdio.

Escrita e realizada por Kristen Lester, Purl é a primeira das SparkShortso novo programa de curtas-metragens da Pixar. Com um tempo de produção mais curto que o habitual, o objetivo desta série de filmes independentes feitos pela própria empresa é “descobrir novos contadores de histórias, explorar novas técnicas de contar histórias, e experimentar novos fluxos de trabalho”, segundo Jim Morris, presidente do estúdio.

Ainda no site oficial, Jim completa afirmando que esta é “uma oportunidade para desbloquear o potencial de artistas individuais e as suas abordagens inventivas à produção de filmes numa escala menor” do que a produção comum do estúdio.

O novo curta-metragem conta a história de uma pequena bola de lã cor-de-rosa que começa a trabalhar em uma start-up de alta finança, dinâmica e ritmo acelerado. No seu primeiro dia de trabalho, após o entusiamos inicial, percebe que está deslocada: a maioria dos seus colegas são homens, muito parecidos entre si e com um vocabulário nada convidativo para quem não seja como eles. 

Pixar sempre oferece temas e mensagens, não apenas para crianças, mas para pessoas de todas as idades. Contudo, “Purl” tem um impacto um pouco mais pesado. A diretora Kristen Lester conta que a história foi inspirada por um acontecimento pessoal:

“É baseado na minha experiência em animação. Meu primeiro trabalho, eu era como a única mulher na sala, e assim, para fazer a coisa que eu amava, eu meio que me tornei um dos caras. E então eu vim para a Pixar, e comecei a trabalhar em equipes com mulheres pela primeira vez, e isso realmente me fez perceber o quanto do aspecto feminino de mim mesmo eu havia enterrado e deixado para trás.”

Além do curta, já tem cinco curtas-metragens previstas, como consta no site oficial da Pixar. Para este mês estão programados: “Smash and Grab”, uma história de amor de robôs, que estreará no dia 11; e “Kitbull”, uma história sobre um pitbull e um gatinho, que estreará no dia 18. 

O curta-metragem está disponível no Youtube.

via designculture

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Purl, o primeiro curta da Pixar lançado direto na internet fala sobre feminismo 5


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Cinema

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.