Seria os óculos um bom disfarce para o Superman? Henry Cavill quis brincar com a ideia 3
Cinema

Seria os óculos um bom disfarce para o Superman? Henry Cavill quis brincar com a ideia

Falta menos de uma semana para Batman vs Superman: A Origem da Justiça chegar aos cinemas do Brasil e uma pergunta ainda não quer se calar: Como as pessoas ainda não descobriram a identidade de Clark Kent (Henry Cavill) por de trás daqueles óculos?

Em todas as mídias, os óculos sempre foram um elemento clássico nas histórias do Supeman. É assim que ele consegue esconder sua identidade do mundo, mesmo que muitos achem um tanto estranho de uns tempos para cá ninguém conseguir reconhece-lo. Bem, Henry Cavill decidiu defender o disfarce.

O britânico que dá vida ao Ultimo Filho de Krypton saiu por Nova York, posando em frente a cartazes do filme com uma camisa do herói. No final das contas, ninguém o reconheceu.

Isso é para mostrar que os óculos são mesmo efetivos, mesmo sem eles ninguém reconheceu o Superman!

Henry-Cavill-in-Times-Square

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Seria os óculos um bom disfarce para o Superman? Henry Cavill quis brincar com a ideia 4


O que você achou desse Post?

LOL
0
GOSTEI
0
AMEI
0
CONFUSO
0
Engraçado
0
Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Cinema

Leave a reply