Soul: novo filme do Disney+ QUASE teve um final diferente 4
Cinema

Soul: novo filme do Disney+ QUASE teve um final diferente

Em entrevista ao ET, Powers e Docter revelaram que tinham outros planos para o final de Joe, protagonista da animação Soul, que estreou no Disney+ na última semana.

Powers: Temos versões do final em que Joe não volta para seu corpo, onde na verdade permanece morto. Temos versões do final em que você vê Joe na Terra um ano depois. Cara, aquele final gerou mais debate do que qualquer outro elemento do filme.

Docter: Ah sim, definitivamente. Acho que as pessoas achavam que seria trapaça deixá-lo voltar. Por outro lado, em termos de história, você não pode ensinar esse cara a aproveitar a vida da maneira certa e depois roubar isso dele. Então, simplesmente não parecia o caminho certo a seguir, embora essa fosse a ideia do primeiro rascunho. Na época, eu estava pensando: o ato mais altruísta que ele poderia fazer é partir. Ele teve a chance. Já aproveitou a vida. Agora, ele daria isso a 22. Isso parecia poético e bom, mas no final das contas, no filme, cada cena era Joe dizendo, ‘Espere um segundo, eu não vivi isso da maneira certa antes.’ Portanto, no final não parecia certo dizer ‘Tudo bem, pode ir!’ Nessa versão ele estava, tipo, em paz e se foi. Mas houve outra versão em que ele realmente ia para o Grande Além, havia uma cena lá. E percebemos que provavelmente estávamos brincando com fogo, embora fosse muito esotérico. Não acho que tínhamos sido muito explícito em termos de ‘assim é a vida após a morte!’ era mais abstrato. Mesmo assim, decidimos: ‘Hm, provavelmente é perigoso.’ E, em última análise, não era certo para o filme, o mais importante.”

Powers: A versão com Joe não voltando para seu corpo, ela basicamente acabava com ele se tornando um mentor da Escola da Vida, mas um mentor de verdade. Ele ficou e acabou sendo, tipo, o melhor mentor de todos os tempos, e ele apresentou muitas ideias novas a Escola da Vida. Ele meio que revolucionou a coisa toda. Foi muito fofo e engraçado e irritou algumas pessoas, mas você aprende tentando. Não funcionou, mas foi uma exploração divertida.

Soul teria tido um lançamento tradicional nos cinemas caso a Disney não tivesse optado por lançá-lo em sua plataforma de streaming em meio à pandemia de coronavírus. O longa dos estúdios Pixar é um dos mais elogiados de 2020.

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Soul: novo filme do Disney+ QUASE teve um final diferente 5


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Cinema

Leave a reply