Tom Holland foi peça chave para acordo entre Sony e Marvel

O Homem-Aranha salvou o dia e a própria franquia!

Depois de muita polêmica, finalmente finalmente a Disney e a Sony reataram as relações profissionais para produzir um terceiro filme do Homem-Aranha estrelado por Tom Holland, com a Disney bancando 25% dos gastos e embolsando 25% dos lucros. Além disso, a parceria deixa a porta aberta para que o amigo da vizinhança apareça no MCU.

Agora, segundo o The Hollywood Reporter, um fator extremamente importante agiu nos bastidores para que tudo acabasse em um final feliz: o próprio Tom Holland.




O ator começou a usar a sua diplomacia durante uma aparição na D23 para promover o seu novo filme animado Dois Irmãos: Uma Aventura Fantástica. No palco, ele agradeceu aos fãs e fez uma referência pouco sutil a Tony Stark ao dizer que amava o público “mil milhões” (“I love you 3000“, em inglês).

Enquanto isso, Holland usou o fato de estar contratado pela Sony para fazer o filme de Uncharted e se aproximou de Tom Rothman, presidente da Sony Pictures, para tentar fazer um meio de campo entre as duas empresas. Ele chegou até a entrar em contato com Bob Iger, CEO da The Walt Disney Company, para fazer o acordo voltar à mesa. Mostrando o apoio dos fãs para que o Teioso continuasse no MCU, o ator conseguiu diminuir as animosidades.

No fim, as duas empresas chegaram a um acordo que era um meio termo do que cada uma delas queria. A Marvel diminuiu suas exigências de 50% para 25% dos lucros e a Sony mudou o contrato anterior, que dava apenas 5% dos lucros para a Disney, aumentando para 25%.

via jovemnerd

Leia Mais
Will Smith e Martin Lawrence estão de volta em trailer de Bad Boys 3