Tom Holland foi peça chave para acordo entre Sony e Marvel 7
Cinema

Tom Holland foi peça chave para acordo entre Sony e Marvel

Depois de muita polêmica, finalmente finalmente a Disney e a Sony reataram as relações profissionais para produzir um terceiro filme do Homem-Aranha estrelado por Tom Holland, com a Disney bancando 25% dos gastos e embolsando 25% dos lucros. Além disso, a parceria deixa a porta aberta para que o amigo da vizinhança apareça no MCU.

Agora, segundo o The Hollywood Reporter, um fator extremamente importante agiu nos bastidores para que tudo acabasse em um final feliz: o próprio Tom Holland.

O ator começou a usar a sua diplomacia durante uma aparição na D23 para promover o seu novo filme animado Dois Irmãos: Uma Aventura Fantástica. No palco, ele agradeceu aos fãs e fez uma referência pouco sutil a Tony Stark ao dizer que amava o público “mil milhões” (“I love you 3000“, em inglês).

Enquanto isso, Holland usou o fato de estar contratado pela Sony para fazer o filme de Uncharted e se aproximou de Tom Rothman, presidente da Sony Pictures, para tentar fazer um meio de campo entre as duas empresas. Ele chegou até a entrar em contato com Bob Iger, CEO da The Walt Disney Company, para fazer o acordo voltar à mesa. Mostrando o apoio dos fãs para que o Teioso continuasse no MCU, o ator conseguiu diminuir as animosidades.

No fim, as duas empresas chegaram a um acordo que era um meio termo do que cada uma delas queria. A Marvel diminuiu suas exigências de 50% para 25% dos lucros e a Sony mudou o contrato anterior, que dava apenas 5% dos lucros para a Disney, aumentando para 25%.

via jovemnerd

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Tom Holland foi peça chave para acordo entre Sony e Marvel 8


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Cinema

Leave a reply