Warner admite erros na condução da franquia Animais Fantásticos

O segundo Animais Fantásticos teve a pior bilheteria de um filme do universo Harry Potter.

Animais Fantásticos: Crimes de Grindelwald estreou com altas expectativas, mas acabou se tornando o filme menos lucrativo de todo o universo Harry Potter. Esse baixo desempenho fez com que Kevin Tsujihara, o presidente da Warner Bros., reconhecesse certos erros na condução da franquia derivada.

Em entrevista ao jornal LA Times, o executivo afirma que já tem em mente o que precisa ser feito para franquia entrar nos trilhos. A esperança de Tsujihara é que o terceiro filme seja financeiramente melhor que o primeiro Animais Fantásticos, filme que arrecadou mais de US$ 814 milhões ao redor do mundo.


A J.K. Rowling está trabalhando duro no roteiro e vamos acertar dessa vez”, afirma ele.

O presidente da Warner pondera Harry Potter como uma franquia difícil de se lidar, pois o público é dividido entre fãs muito aficionados e pessoas que conferem vários blockbusters de Hollywood sem se importar com a mitologia dos livros. A base mais fiel quer ir muito fundo nos meandros do universo bruxo, conta Tsujihara, mas os roteiristas também não podem aprofundar tanto ao ponto de intimidar pessoas de fora do meio. Os longas precisam funcionar sozinhos, segundo o presidente do estúdio.

A parte mais difícil de Harry Potter é que J.K. Rowling criou uma base de fãs enorme e eles conhecem muito bem a mitologia e querem mergulhar fundo nos personagens. No entanto, o que eu não quero fazer é intimidar as outras pessoas. Quero criar um filme que funcione sozinho, que seja agradável também para aqueles que não estão mergulhados na mitologia de Harry Potter.

O próximo filme da franquia vai começar a ser gravado no Brasil no fim de 2019. A data de estreia ainda é misteriosa devido a atrasos na produção, mas deve ser em algum ponto de 2021.

via NerdBunker

Leia Mais
Vilã clássico do Capitão América sofrerá mudanças para o próximo longa