A 5ª Onda | Crítica 3
Críticas de Filmes

A 5ª Onda | Crítica

As quatro ondas quase destruíram a humanidade, agora a quinta vai terminar o trabalho de um jeito muito desinteressante.

A 5ª Onda é baseado no romance de Rick Yancey, sobre a invasão alienígena que obrigou a jovem Cassie Sullivan (Chloë Grace Moretz) a viajar pelos Estados Unidos atrás de seu irmãozinho Sammy (Zackary Arthur).

thumbnail_23205

A adaptação segue bem o estilo que você esperaria de um filme young adult. Acho que já tivemos algumas produções do gênero que mostraram que esses tipos de filmes não precisavam ficar presos em algo meloso ou óbvio. Infelizmente, A 5ª Onda não é um deles. O longo tem uma boa ideia e um começo digno que podia levar a várias questões, mas nunca desenvolvi isso de verdade. 

O diretor J Blakeson prefere se perder em diversos gêneros. Uma hora parece que estava vendo um ficção científica, outra um thriller e outra um romance. Não que tenha nenhum problema em querer explorar mais de um elemento em um filme, mas não funcionou no longa. A jornada de Cassie teve momentos interessantes, mas eles se perdiam rapidamente e você acaba não se envolvendo. As poucas cenas de ação dignas que ficaram com personagem de Evan Walker (Alex Roe) não ajudaram muito.

No final é bem provável que, mesmo com algumas boas tomadas, A 5ª Onda acabe como adaptações como Eu Sou o Número Quatro, Dezesseis Luas e Ender’s Game. Perdida no limbo.

5WV_1SHT_TSR_05.indd

Confira o filme abaixo:

[[youtube https://www.youtube.com/watch?v=DxCntPIs38U]]

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


A 5ª Onda | Crítica 4


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Críticas de Filmes

Leave a reply