Aniquilação | Crítica

A parceria Paramount Pictures e Netflix continua

Depois de comprar os direitos de distribuição do último Cloverfield, a Netflix decidiu fazer o mesmo para a exibição internacional de Aniquilação, o mais novo filme de Alex Garland. O diretor, que conquistou críticos no mundo todo com o aclamado Ex Machina, agora adapta a obra de Jeff VanderMeer sobre as cinco mulheres que decidiram se arriscar no desconhecido

Primeiramente eu tenho que dizer que as atrizes estão muito boas. Não tenho o que reclamar de Natalie Portman, Tuva Novotny ou Jennifer Jason Leigh. Você consegue acreditar na força daquelas mulheres e fica fascinado com a atmosfera que Alex vai criando.

Depois de dizer isso é meio difícil admitir que muitos vão achar Aniquilação um filme cansativo. Falta ritmo no longa. Ele é tão lento que você acaba dispersando e perdendo alguns momentos. Se estiver com sono então vai ser um grande problema.

Os efeitos especiais também não foram dos melhores. O que é estranho já que o filme estava previsto para passar nos cinemas do mundo antes da Netflix adquirir os direitos fora dos Estados Unidos. Ele não devia ter tanta cara de filme para TV.

Parte de mim acredita que o diretor quis fazer algo muito pessoal, ignorando sugestões da produção que pudessem dar um ar novo a trama, que entrega um final mais do que sólido. 




» Siga o Burn Book no Facebook Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Leia Mais
13ª temporada de Grey’s Anatomy chega na Netflix nesta semana!