Artista do Desastre | Crítica

Um ótimo filme e um presente para os fãs de The Room

Se você é fascinado por cinema é bem provável que já tenha ouvido falar do filme The Room. Considerado o pior filme já feito, ele conquistou uma legião de fãs de tão ruim que é e até ganhou o título de Cidadão Kane dos filmes ruins.  

Mas qual é a história do pior filme que existe? É aqui em Artista do Desastre que James Franco conta a história de amizade de Tommy Wiseau (James Franco) e Greg Sestero (Dave Franco) e como eles resolveram fazer seu próprio filme já que Hollywood parecia não querer dar uma chance a eles. O que parece ser uma história de dois desajustados tentando mostrar ao mundo do que são capazes, acaba saindo as avessas de um modo desastroso e incrível. 



Primeiramente tenho que elogiar o trabalho dos protagonistas, principalmente James Franco. Ele conseguiu dar alma a um personagem excêntrico, que você provavelmente não gostaria se encontrasse andando por ai, odiando-o em alguns momentos e o entendendo em outros. Eu adoro personagens assim e a dinâmica que ele tem com seu irmão caçula faz com que você queira torcer pelos dois, mesmo sabendo que eles não fazem a menor ideia do que estão fazendo.

Você nunca esperaria que a história do pior filme já feito pudesse ser tão engraçada, dramática e precisando ser contada. O começo do longa é um tanto parado, mas ele apenas está esperando você se familiarizar com os personagens para então te envolver de vez nessa situação absurda. Josh Hutcherson e Zac Efron também estão no longa e fazem um bom trabalho. Todos foram incríveis para contar essa história. 

Você não precisa ter visto The Room para se divertir com o Artista do Desastre, mas quem já viu terá umas boas surpresas pelo caminho. 




» Siga o Burn Book no Facebook Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Leia Mais
News: Capa de “Luz”, da autora Elena P. Melodia