Como eu era antes de você| Crítica

Nem comecei a escrever essa crítica e já estou chorando.

Não por que o filme é ruim, muito pelo contrário. Ele é tão maravilhoso, tão real e tão triste, mas com tantas coisas para ensinar e para compreender sobre o ser humano, que muitas das vezes vão além da nossa compreensão. 

_ceeadv_02

“Como eu era antes de você” é uma adaptação da obra literária de Jojo Moyes, e, assistir ao filme, foi como se estivesse relendo esse livro. O filme foi tão fiel, tão emocionando, os atores estavam maravilhosos, era como se eles tivessem nascido para o papel.

Mas Lari, duvido que tenha sido tão fiel. Gente, é uma das melhores adaptações que eu já assisti. Só tiraram coisas que não precisavam mesmo, tudo o que importava e era necessário estava lá. Na ordem certinha dos acontecimentos e com tanto amor, que ainda não estou sabendo lidar.

O filme conta com Emilia Clarke, como a desajeitada Louise ou apenas Lou, Sam Claflin, vive o Will Traynor e temos a presença de dois atores que eu amo muito, Jenna Coleman, é a “Treena” Clark, irmã de Lou e Matthew Lewis, nosso eterno Neville, como o insuportável namorado de Lou, Patrick.

_ceeadv_06 _ceeadv_07

Além desse elenco maravilhoso, era óbvio que seria um dos melhores filmes do ano, tenho que bater palmas para os figurinistas. O que foram essas roupas? Saíram do livro, a Lou com as roupas que sempre imaginei, sério. Foi maravilhoso. Vi algumas pessoas reclamando, quando saiu o trailer, das escolhas das vestimentas, o que não faz o menor sentido, afinal a Lou é assim, louca por moda e cria seu próprio estilo, sem ligar para o que as pessoas pensam. E gostamos dela assim, né?giphy (3)A história mesmo sendo um drama, tem seus momentos engraçados, na verdade grande parte dele nos faz rir, ou com as loucura da Lou ou com os surtos do Will._ceeadv_03O cenário me fez viajar no filme, lugares lindos e que me fizeram sentir e viver naqueles lugares. A fotografia estava maravilhosa, quero mais filmes assim. Com uma história maravilhosa em lugares incríveis.

Quando eu li o livro, há uns 3 anos atrás, eu confesso que joguei ele na parede por ter me feito sofrer tanto. Só consegui compreender sua real essência dias depois. E, após sair do cinema, tive a mesma sensação quando finalizei o livro. Vontade de bater nos atores, na Jojo, quebrar todo o cinema, mas logo me lembrei de todo o ensinamento, de todo o amor que a autora queria nos mostrar e ensinar o quão preciosa é a nossa vida. Que devemos viver, como se fosse o nosso último dia. Apreciar cada momento, cada amor, cada pessoa e cada sentimento.

Eu espero que todos possam apreciar o filme com o coração aberto.

Vou deixá-los agora com nosso lindo Ed Sheeran – Photograph. Depois desse filme, você nunca mais vai escutar essa música sem chorar. <3

Assistam ao trailer e corram para o cinema mais próximo.

Ah,  e não esqueçam de levar lenços. Vão precisar!

Já assistiu? Me conta aqui o que achou.

_ceeadv_08

Personagens100
Enredo100
Fotografia100
Trilha Sonora100
Nota dos Leitores:1 Vote100
100

Leia Mais
News: Capa do livro “Um romantico incorrigivel”, de Devan Sipher.