Deadpool | Crítica

Perdoem-me fãs de Batman vs Superman e Capitão América: Guerra Civil, mas esse filme foi foda demais. 

Eu já sabia que veríamos algo épico. Aqui no Burn Book, vocês já devem saber que estamos sempre falando do Mercenário Tagarela. Mas havia um bom motivo para isso. Deadpool prometia ser o filme mais zueiro do ano e ele entregou isso lindamente, se tornando um dos melhores no gênero de super-heróis.




deadpool_2016-1366x768

A trama não fugiu muito do que vimos nas divulgações. Wade Wilson (Ryan Reynolds), um mercenário com uma moral um pouco mais limpa que a de seus companheiros, acaba abandonando sua namorada Vanessa (Morena Baccarin) para se juntar a um programa que pode salvar sua vida. Depois de sofrer horrores nas mãos do vilão Ajax (Ed Skrein), Wade parte para vingança de uma maneira bem insana como Deadpool.

Bem simples, não acha? Não existe nada de novo na trama, mas é na simplicidade que Deapool consegue nos conquistar. Você não precisa fazer histórias complexas para atrair os expectadores, você só precisa fazer o melhor com o que tem, e o diretor Tim Miller fez isso lindamente.  

deadpool-movie-imax-poster-trailer

As piadas são o tipo de humor que você esperaria de Seth MacFarlane de Uma Família da Pesada. Talvez esse humor mais pesado não agrade a todos, mas ele se misturou bem a história quando é preciso. O diretor soube separar bem os momentos mais dramáticos dos mais cômicos, além de colocar as melhores referências. Se você é fã do universo dos X-Men, e mesmo se não for, vai se divertir muito com esse filme e principalmente em saber que a continuação terá Cable

download

Confira o trailer:

 [[youtube https://www.youtube.com/watch?v=rW-44KuoAdA]]

Personagens
90
Enredo
80
Fotografia
85
Efeitos Especiais
75
Trilha Sonora
85
Reader Rating2 Votes
100
83

Leia Mais
News/Promo: HQ de “Otelo”, William Shakespeare.