Dumplin’ | Crítica

"Descubra quem você é, e seja de propósito"

Se você gosta filmes estilo “feel good“, ou seja, filmes que fazem você se sentir bem, Dumplin’ é uma ótima opção para você. Filme é inspirado no livro homônimo de Julie Murphy, produzido por Kristin Hahn, e dirigido por Anne Fletcher (A Propósta, Ela dança, eu danço).




Dumplin’ conseguiu fazer o que Sierra Burgess é uma Loser não conseguiu: encantar. Não vemos um filme de luta e conquista de ser o que esperam que você seja, nem uma jovem que busca aprovação. Willowdean Dickson (Danielle MacDonald, Bird Box) sabe quem ela é, só precisa de um empurrãozinho para se lembrar. Ela é uma personagem forte, mesmo com suas inseguranças. O filme trás um olhar delicado sobre como a sociedade vê pessoas fora dos padrões, e trás um discurso delicado e convincente.

Filha da ex-miss Texas Rosie Dickson (Jennifer Aniston), Dumplin, como era chamada pela mãe, foi criada pela tia Lucy (Hilliary Begley), onde desenvolveu a paixão pela cantora country Dolly Parton. Esse, aliás, é um ponto muito forte no filme. As músicas Dolly tem uma beleza única que vem de sua composição e voz singular da cantora. Graças a cantora e suas músicas, Will construiu a auto-confiança necessária para enfrentar o bullying e o preconceito, e fortaleceu sua amizade com Ellen.

Após a morte de sua tia, Willowdean se vê em meio a um turbilhão de sentimentos, tendo que conviver mais com a mãe e sua obsessão por beleza, e seu sentimento pelo colega de trabalho e atleta da escola, Bo (Luke Benward). Enquanto olhava as coisas de sua tia, Will encontra uma ficha de inscrição para o concurso de Miss, com o nome da tia Lucy. Ela, então, decide se inscrever no concurso, como forme de protesto e, assim, terminar algo que sua tia não conseguiu.

O filme deixa claro que Will não quer ser a vencedora, nem provar que ela é igual as outras competidoras. Pelo contrário, a lição de moral do filme vai além disso: tudo bem ser vaidosa ou não, ser magra ou gorda, desde que seja feliz com você mesmo. Afinal, “Um corpo de biquíni é só um corpo usando biquíni.”

 

Dumplin’ está disponível na Netflix.

Personagens
Enredo
Trilha Sonora
Fotografia
Girl Power
Reader Rating0 Votes
4.6

Leia Mais
O dia em que Finn Wolfhard descobriu da pior maneira possível o que é um bidê