Dumplin' | Crítica 8
Críticas de FilmesCinemaLink na BioNetflix

Dumplin’ | Crítica

Se você gosta filmes estilo “feel good“, ou seja, filmes que fazem você se sentir bem, Dumplin’ é uma ótima opção para você. Filme é inspirado no livro homônimo de Julie Murphy, produzido por Kristin Hahn, e dirigido por Anne Fletcher (A Propósta, Ela dança, eu danço).

Dumplin' | Crítica 9

Dumplin’ conseguiu fazer o que Sierra Burgess é uma Loser não conseguiu: encantar. Não vemos um filme de luta e conquista de ser o que esperam que você seja, nem uma jovem que busca aprovação. Willowdean Dickson (Danielle MacDonald, Bird Box) sabe quem ela é, só precisa de um empurrãozinho para se lembrar. Ela é uma personagem forte, mesmo com suas inseguranças. O filme trás um olhar delicado sobre como a sociedade vê pessoas fora dos padrões, e trás um discurso delicado e convincente.

Dumplin' | Crítica 10

Filha da ex-miss Texas Rosie Dickson (Jennifer Aniston), Dumplin, como era chamada pela mãe, foi criada pela tia Lucy (Hilliary Begley), onde desenvolveu a paixão pela cantora country Dolly Parton. Esse, aliás, é um ponto muito forte no filme. As músicas Dolly tem uma beleza única que vem de sua composição e voz singular da cantora. Graças a cantora e suas músicas, Will construiu a auto-confiança necessária para enfrentar o bullying e o preconceito, e fortaleceu sua amizade com Ellen.

Dumplin' | Crítica 11

Após a morte de sua tia, Willowdean se vê em meio a um turbilhão de sentimentos, tendo que conviver mais com a mãe e sua obsessão por beleza, e seu sentimento pelo colega de trabalho e atleta da escola, Bo (Luke Benward). Enquanto olhava as coisas de sua tia, Will encontra uma ficha de inscrição para o concurso de Miss, com o nome da tia Lucy. Ela, então, decide se inscrever no concurso, como forme de protesto e, assim, terminar algo que sua tia não conseguiu.

Dumplin' | Crítica 12

O filme deixa claro que Will não quer ser a vencedora, nem provar que ela é igual as outras competidoras. Pelo contrário, a lição de moral do filme vai além disso: tudo bem ser vaidosa ou não, ser magra ou gorda, desde que seja feliz com você mesmo. Afinal, “Um corpo de biquíni é só um corpo usando biquíni.”

Dumplin' | Crítica 13

 

Dumplin’ está disponível na Netflix.

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Dumplin' | Crítica 14


Samyra Matt
Formada em Comunicação e Ux Design, e apaixonada por cultura nerd desde que se entende por gente. Sonha em um dia, viajar para a escócia e atravessar pelas pedras, para o século XVIII. Apaixonada por comida e Netflix.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Críticas de Filmes

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.