Depois de atuar ao lado dos Vingadores, chegou a hora conhecermos a vida do jovem Peter Parker (Tom Holland), que quando não está lutando ao lado dos Vingadores, é um garoto “normal” do ensino médio, com algumas vantagens, entre elas: ser o Homem-Aranha, e “fazer um estágio” (é assim que ele chama no filme) para o Tony Stark (vulgo Homem de Ferro).

Apesar da história do Homem-Aranha estar um pouco “desgastada” no cinema, em Homem-Aranha: De Volta ao Lar vemos um outro lado do herói, mais jovem, sem toda aquela história de como ele ganhou seus poderes, ou perdas pessoais, como a morte do seu tio Ben, que sejamos francos, não aguentava mais morrer e reviver a cada remake da história do amigo da vizinhança.

Tom Holland dá um show à parte em interpretação, e apesar de eu gostar muito do Homem-Aranha interpretado pelo Andrew Garfield, Holland trouxe novos ares para a franquia nos cinemas, já que possivelmente veremos o ator em mais três filmes (sem contar com os dos Vingadores) nos cinemas.

O “novo Homem-Aranha” é tudo o que o herói deve ser: jovem, inexperiente (de certa forma), brincalhão e com vontade de salvar o mundo, ou seja, é um prato cheio para servir de inspiração para jovens, crianças e adultos que vão assistir a nova produção da Marvel.

Ao contrário dos outros filmes, Tom Holland mostra que apesar de ser jovem, foi a escolha perfeita para o herói nos cinemas. Parece que o ator nasceu para viver o herói nos cinemas, e tanto quando está no ambiente escolar, quanto está na pele do Homem-Aranha, Holland não desaponta, seja por sua atuação, ou por suas habilidades acrobáticas (que acredito que foram um plus para a escolha dele, já que o ator é ginasta).

Homem-Aranha: De Volta ao Lar é repleto de referências, e segue a velha formula dos filmes da Marvel com uma pitada de filme da sessão da tarde, que nesse caso é um elogio, pois se trata de um filme voltado para o público mais jovem, é repleto de mensagens positivas, e vai te deixar com um sorriso no rosto devido a toda nostalgia envolta no filme que faz referências aos clássicos, como Curtindo a Vida Adoidado, entre outros.

O Hype estava nas alturas para esse filme, e fiquei com um certo receio da Marvel ter mostrado muito do filme nos trailers, mas fui surpreendido novamente. A interação com o Homem de Ferro funcionou muito bem, e se você assistiu algum trailer do filme, sabe o papel de Tony Stark (não vou dar muitos detalhes para evitar spoilers, e também para poupar quem não assistiu nenhum trailer).

Sabe aquela cena do barco? (FOCO NA CENA DO BARCO) Então, ela vai entrar para a história dos filmes da Marvel, pois não fica devendo nada para a famosa “cena do trem” mostrada em Homem-Aranha 2. Essa cena em questão é tão bem construída que impressiona tanto nos efeitos, quanto nos detalhes e desenvolvimento do Homem-Aranha no decorrer da cena, e tem uma participação especial.  


Boa parte da trama só é revelada no decorrer do filme, e a jornada do herói está presente, porém com alguns pontos diferentes, começando pela introdução do vilão Abutre (Michael Keaton), que FINALMENTE foi um acerto da Marvel, já que os vilões normalmente são demasiadamente caricatos, ou não cativam o público, e o Abutre mostrou que você pode equilibrar uma boa história com as motivações do vilão sem deixar a história parecer absurda.

Homem-Aranha: De Volta ao Lar foi um ótimo começo da parceria entre a Marvel x Sony, e mostrou que os filmes de super-heróis podem ser leves, e para todas as idades. O filme é uma mistura dos filmes do John Hughes com um filme da Marvel, e elevou a franquia do herói para outro nível.

O filme surpreende do começo ao fim, e possivelmente esse é um dos melhores filmes da Marvel (até agora). Tenho certeza que o filme vai arrecadar MUITO dinheiro, tanto pela qualidade, quanto pela experiência que o filme proporciona.

 

Personagens100
Enredo100
Fotografia100
Efeitos Especiais100
Trilha Sonora100
Nota dos Leitores:7 Votes71
100

Deixe sua opinião aqui :)

Sem mais artigos