Homem-Formiga | Crítica 3
Críticas de Filmes

Homem-Formiga | Crítica

Você nunca viu um herói tão grande.

O que eu posso dizer desse filme? Desde o começo Homem-Formiga foi o filme da Marvel que mais me deixava preocupado. Além deles estarem trabalhando com um herói não muito conhecido, o diretor Edgar Wright abandonou o projeto antes das gravações começarem. Eu estava com medo que a Marvel tivesse seu grande primeiro fracasso. Quem diria que veria um dos meus filmes de super-heróis favoritos.

O filme é sem dúvida o mais divertido da Segunda Fase do Universo Marvel. Se encaixando perfeitamente no mundo dos Vingadores, sem nenhum momento parecendo forçado, somos apresentado a Scott Lang ( Paul Rudd). Ele é o tipo de “azarão que tudo de ruim acontece. Mas ainda tem um bom coração. Ele ama muito sua filha e sonha em poder ser o herói que ela precisa.

O relacionamento dos dois é muito bonito e nos ajuda a ver o caráter de Scott. Ele fez escolhas erradas na vida, mas nunca por puro egoísmo. E é esse tipo de pessoa que Hank PymMichael Douglas) precisa para impedir que uma grande tecnologia caia em mãos erradas.

A partir daí somos levados por uma grande comédia sobre um grande roubo que só a Marvel poderia fazer. O filme deixa o treinamento de Scott como Homem-Formiga levar a história adiante, com Hank e sua filha, Hope van DyneEvangeline Lilly), o ajudando.

Geralmente essa descoberta dos poderes é algo muito monótono que, cada vez mais, os estúdios estão agilizando o máximo que podem, mas nesse caso foi fantástico. Você quer saber mais sobre os poderes do traje. Você quer se aventurar junto com as formigas ao lado do Scott e torcer por ele.

Paul Rudd foi a escolha perfeita para o papel. Ele conseguiu equilibrar a dose de comédia e drama necessária para o filme. Você não consegue não torcer por ele e não ver a doçura nos seus atos quando são voltados para sua filha.

Tirando algumas partes de Hank com sua filha, que achei que foram colocados fora de ordem, Homem-Formiga é um dos melhores filmes da Marvel. Os efeitos especiais são fantásticos, o talento de Corey Stoll como o vilão Darren Cross deixou as cenas de luta incríveis  e o personagem de Michael Peña roubou todas as cenas de comédia que estava.

O filme ainda teve uma pequena menção ao Homem-Aranha, mas se continuar vou acabar soltando spoilers. Só vou dizer que a presença de um certo Vingador deixou tudo melhor, e fique até o final dos créditos para uma cena que com certeza veio de Capitão América: Guerra Civil

Confira o trailer abaixo:

 [[youtube http://www.youtube.com/watch?v=wITUolzfkwI]]

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Homem-Formiga | Crítica 4







Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Críticas de Filmes

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.