Homem-Formiga | Crítica

Você nunca viu um herói tão grande.

O que eu posso dizer desse filme? Desde o começo Homem-Formiga foi o filme da Marvel que mais me deixava preocupado. Além deles estarem trabalhando com um herói não muito conhecido, o diretor Edgar Wright abandonou o projeto antes das gravações começarem. Eu estava com medo que a Marvel tivesse seu grande primeiro fracasso. Quem diria que veria um dos meus filmes de super-heróis favoritos.

O filme é sem dúvida o mais divertido da Segunda Fase do Universo Marvel. Se encaixando perfeitamente no mundo dos Vingadores, sem nenhum momento parecendo forçado, somos apresentado a Scott Lang ( Paul Rudd). Ele é o tipo de “azarão que tudo de ruim acontece. Mas ainda tem um bom coração. Ele ama muito sua filha e sonha em poder ser o herói que ela precisa.

O relacionamento dos dois é muito bonito e nos ajuda a ver o caráter de Scott. Ele fez escolhas erradas na vida, mas nunca por puro egoísmo. E é esse tipo de pessoa que Hank PymMichael Douglas) precisa para impedir que uma grande tecnologia caia em mãos erradas.

A partir daí somos levados por uma grande comédia sobre um grande roubo que só a Marvel poderia fazer. O filme deixa o treinamento de Scott como Homem-Formiga levar a história adiante, com Hank e sua filha, Hope van DyneEvangeline Lilly), o ajudando.

Geralmente essa descoberta dos poderes é algo muito monótono que, cada vez mais, os estúdios estão agilizando o máximo que podem, mas nesse caso foi fantástico. Você quer saber mais sobre os poderes do traje. Você quer se aventurar junto com as formigas ao lado do Scott e torcer por ele.

Paul Rudd foi a escolha perfeita para o papel. Ele conseguiu equilibrar a dose de comédia e drama necessária para o filme. Você não consegue não torcer por ele e não ver a doçura nos seus atos quando são voltados para sua filha.

Tirando algumas partes de Hank com sua filha, que achei que foram colocados fora de ordem, Homem-Formiga é um dos melhores filmes da Marvel. Os efeitos especiais são fantásticos, o talento de Corey Stoll como o vilão Darren Cross deixou as cenas de luta incríveis  e o personagem de Michael Peña roubou todas as cenas de comédia que estava.

O filme ainda teve uma pequena menção ao Homem-Aranha, mas se continuar vou acabar soltando spoilers. Só vou dizer que a presença de um certo Vingador deixou tudo melhor, e fique até o final dos créditos para uma cena que com certeza veio de Capitão América: Guerra Civil

Confira o trailer abaixo:

 [[youtube http://www.youtube.com/watch?v=wITUolzfkwI]]

Personagens 90
Enredo 85
Fotografia 80
Efeitos Especiais 90
Trilha Sonora 85
Nota dos Leitores:0 Votes0
86

Leia Mais
News: Capa de “Shattered”, da autora Teri Terry