Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas | Crítica

Uma comédia divertida para a criançada nas férias

Genndy Tartakovsky retorna ao Hotel Transilvânia para contar uma nova história do Conde Drácula (Adam Sandler), Mavis (Selena Gomez), Johnny (Andy Samberg) e o resto da gangue, agora embarcando num cruzeiro até Atlântida, numas férias bem monstruosas.



A primeira coisa que tenho a dizer sobre Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas é que o filme não tem nem de longe o brilhantismo das animações da Pixar/Disney, em que até os adultos podem se emocionar e até soltar uma lágrima. Essa franquia é mais para as crianças e você vê isso claramente pelo modo que a animação é construída e como o humor clássico de Sandler é colocado na história.

Tendo dito isso, qual o problema de fazer uma animação para o publico infantil? As animações sempre tiveram um foco nas crianças. Nem tudo precisa ser feito de modo que os adultos também se divirtam e dá para ver bem como as crianças estavam mais do que entretidas com o que viam.

A adição da nova personagem Erika Van Helsing (Kathryn Hahn) podia ter sido melhor feita e o longa não consegue ser tão bom quanto seu antecessor, mas o terceiro capítulo da franquia é mais do que divertido e consigo vê-lo fazendo muito sucesso com a molecada.




» Siga o Burn Book no Facebook Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Leia Mais
Gravity Falls vai ganhar uma graphic novel com mais quatro novas aventuras inéditas