Uma produção que está entre um filme e uma série

Depois de uma divulgação rasa e muitas críticas por parte dos fãs, finalmente pudemos conferir os dois primeiros episódios de Inumanos. Com certeza uma das produções mais ousadas da Marvel em parceria com o canal ABC, que resolveram levar a série as telonas antes de sua estreia na TV americana, e as câmeras IMAX fazem seu trabalho. Mesmo se você não gostar do que Scott Buck fez com os personagens, existe uma grandeza na produção graças a esse elemento.

Nos dois primeiros episódios somos apresentados a Raio Negro (Anson Mount), Medusa (Serinda Swan), Maximus (Iwan Rheon) e a toda a família real dos Inumanos. Eu tenho que dizer os dilemas que os produtores colocaram nesse mundo são interessantes e eles estão no caminho certo para criar um ótimo vilão, que muitos vão ao herói. São personagens assim que fazem valer qualquer produção televisiva ou cinematográfica e Iwan é o maior acerto até agora.

Infelizmente, nem as câmeras IMAX conseguem esconder a produção barata que temos a nossa frente. Para alguns isso pode ser um problema. Mesmo que existe uma grande diferente entre o formato de televisão e o de cinema, muitos vão esperar algo maior vindo da Marvel. Eu mesmo achei um problema a história ser tão fechada e explicar tão pouco. Tudo ocorreu tão rápido que você só podia aceitar o que estava acontecendo, ao invés de pedir um pouco de lógica. 

Mas para os primeiros dois episódios posso dizer que eles conseguiram chamar minha atenção. Eu vi elementos interessantes e espero que sejam desenvolvidos ao decorrer da temporada.


» Siga o Burn Book no Facebook , Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

Personagens 70
Enredo 50
Fotografia 80
Efeitos Especiais 75
Trilha Sonora 70
Nota dos Leitores:8 Votes59
69

Deixe sua opinião aqui :)

Sem mais artigos
window.WPCOM_sharing_counts = {"https:\/\/www.burnbook.com.br\/criticas-de-filmes\/inumanos-episodio-1-e-2-critica-da-serie\/":37077};