Megarrromântico | Crítica 16

Megarrromântico | Crítica

Já imaginou ficar preso em um filme de comédia romântica mega clichê? É isso que acontece com a personagem de Rebel Wilson no novo filme original da Netflix, Megarrromântico.

Já imaginou ficar preso em um filme de comédia romântica mega clichê? É isso que acontece com a personagem de Rebel Wilson no novo filme original da Netflix, Megarrromântico.

Natalie (Rebel Wilson) é uma jovem arquiteta que foi ensinada, desde pequena, que garotas como ela não tinham finais felizes como nas comédias românticas. Nat cresceu cética quanto ao amor, e frustrada no trabalho onde ninguém acredita em seu potencial, nem ela mesma. Após um encontro conturbado que termina com ela sendo assaltada e deixada inconsciente, ela acorda em um hospital, sendo cantada por um médico bonitão (Tom Ellis). De repente, a moça vê que misteriosamente foi parar em um filme de comédia romântica e faz de tudo para tentar sair desse universo paralelo e voltar para sua antiga vida. A partir daí, Natalie começa a entender mais sobre seus sentimentos e sobre ela mesma.



Megarrromântico | Crítica 17

O filme é risada garantida e satiriza todos os clichês possíveis de um filme de comédia romântica, presentes em muitos dos filmes como “Uma Linda Mulher”, “De Repente 30”, “O Casamento do meu melhor amigo” ou qualquer filme que tenha um casamento. Dentre as maiores críticas da personagem em relação ao filme, temos o fato das pessoas acordarem com o cabelo feito e maquiadas, toda vez que alguém veste calças, tudo vira uma montagem, a protagonista é gata e desajeitada e torpeça nas coisas, duas mulheres são sempre inimigas mortais e sempre tem o melhor amigo gay que ninguém sabe o que faz da vida, mas está sempre ali para ajudar a mocinha. Sem contar a corrida para impedir um casamento, cena em slow motion, e as músicas pops que começam a tocar do nada.

Megarrromântico | Crítica 18

Pontos positivos para as escolhas dos atores: Rebel Wilson como protagonista é maravilhosa e consegue fazer você rir do começo ao fim; Adam Devine, mais uma vez contracenando com Rebel, mas dessa vez com um personagem um pouco sério do que estamos acostumados; Liam Hemsworth como o bonitão rico perfeito com sotaque australiano que, alias, é um dos personagens mais engraçados do filme; Priyanka Chopra como a modelo de biquíni e embaixadora de Yoga, a mulher perfeita.

Megarrromântico começa e termina como uma comédia romântica, e vale a pena cada segundo.

Megarrromântico | Crítica 19
Personagem
Enredo
Trilha Sonora
Fotografia
Rebel Wilson
Clichê
Nota dos Leitores:3 Votes3.45
4.5




» Siga o Burn Book no Facebook Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Leia Mais
Megarrromântico | Crítica 30
Geração Wattpad ou Geração de Ansiedade?