Mentes Sombrias | Crítica 6
Críticas de Filmes

Mentes Sombrias | Crítica

Um filme com uma boa ideia, mas pouco inspirado

Mentes Sombrias é o mais novo lançamento da 20th Century Fox que chegou aos cinemas com quase nenhuma divulgação, e depois de ver o material final eu até entendo o porque. O filme de Jennifer Yuh Nelson é a adaptação do primeiro livro da série young adult de Alexandra Bracken, sobre um mundo em que quase não existe crianças, e as que sobreviveram a um perigoso vírus se tornaram muito mais do que simples humanos.

Mentes Sombrias | Crítica 7

A ideia é boa e a atriz Amandla Stenberg já provou que é uma boa atriz, mas aqui acredito que ela foi mal escalada. Tirando a parte técnica não tenho muito o que dizer dessa adaptação. Queria poder falar pelo menos algo de bom do grupo de protagonistas, mas, tirando o alivio cômico perfeito do ator Skylan Brooks, o relacionamento deles não consegue atingir a audiência. Na verdade, o filme todo flui de uma maneira nem um pouco orgânica. Não tem nada de instigante nem na direção para te fazer investir na história desses jovens injustiçados.

No final, Mentes Sombrias talvez seja um bom exemplo de porque as adaptações literárias estarem migrando tanto para a televisão. 

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Mentes Sombrias | Crítica 8


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Críticas de Filmes

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.