A Morte Te Dá Parabéns | Crítica 5
Críticas de Filmes

A Morte Te Dá Parabéns | Crítica

Com certeza um do filmes de terror mais divertidos que já vi

Jason Blum é um dos nomes mais conhecidos no terror ultimamente. Sendo responsável pela produção de filmes como Corra! e Fragmentado, o CEO da Blumhouse Productions ataca novamente com A Morte Te Dá Parabéns, um filme que mistura comedia, terror e crescimento, sobre uma jovem (Jessica Rothe) que tem que desvendar seu próprio assassinato toda vez que viaja no tempo.

A ideia em si já é interessante e mais ainda o modo como o diretor Christopher B. Lando a conduz. Ele tem uma mão firme na direção e um jeito bem criativo de nos apresentar as mortes da nossa protagonista, uma garota que vai aprendendo um pouquinho de si mesmo cada vez que é pega pelo assassino. O filme funciona muito bem graças a Jessica. Ela trás a tona uma garota fútil, mimada e nem um pouquinho caridosa que você não consegue parar de torcer pelo seu desenvolvimento.

A Morte Te Dá Parabéns | Crítica 6

Blumhouse (“Split,” “Get Out,” “Whiplash”) produces an original and inventive rewinding thriller in “Happy Death Day,” in which a college student (JESSICA ROTHE, “La La Land”) relives the day of her murder with both its unexceptional details and terrifying end until she discovers her killer’s identity.

Essa dupla trabalhou muito bem. Uma pena que a mão firme do diretor vai se perdendo no terceiro ato. Talvez se o filme tivesse mais tempo ele poderia ter fechado com chave de ouro, mas não tem como eu elogiar a luta final. A revelação foi muito rápida e fraca.

No entanto, eu gostei muito de A Morte Te Dá Parabéns. Sabe aquele filme pipoca gostoso de se ver? Então, é esse!

A Morte Te Dá Parabéns | Crítica 7

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


A Morte Te Dá Parabéns | Crítica 8


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Críticas de Filmes

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.