Em Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas, Robin (Manolo Rey), Ciborgue (Eduardo Borgerth), Estelar (Luiza Palomanes), Ravena (Mariana Torres) e Mutano (Charles Emmanuel) percebem que todos os super-heróis estão estrelando filmes. Nada mais justo que eles terem seu próprio longa, não é mesmo? Pois é, apenas na cabeça deles. Todos veem os Jovens Titãs como uma piada indignos de serem chamados de super-heróis. Eles decidem mudar essa imagem achando um arqui inimigo grandioso, é aí que entra Slade (Ricardo Schnetzer) e seu controle da mente.

Quando Jovens Titãs em Ação! estreou como série, foram feitas inúmeras críticas pela abordagem mais infantil de personagens muito amados. O roteiro de Aaron Horvath e Michael Jelenic reúne todos esses comentários de forma muito inteligente ao longo de toda história e transforma toda essa imaturidade em um ponto forte. É aí que cai aquele preceito de que personagens que já conhecemos só podem ser retratados de uma forma. 

Apesar de todo o humor, a animação tem mensagens muito sólidas. Primeiramente sobre os blockbusters que são produzidos, muitas vezes, sem uma preocupação com seu conteúdo – perceba isso na cena sobre o filme do Batmóvel. Depois, ele nos lembra de sempre rir de nos fracassos e transformá-los em algo positivo. 

Falando sobre a abordagem dada, se a série é muito infantil, essa animação é ideal para todos os públicos. Na verdade, os fãs que acompanham a DC Comics a muitos anos se sentirão muito confortáveis graças a todas as referências feitas, principalmente porque são encaixadas com um propósito. Ou seja, não é aquele fanservice de graça.

Também não poderia faltar aquela brincadeira saudável com a Marvel, não é mesmo? Ela já aparece no início da animação com aquela famosa entrada com as folhas dos quadrinhos. Depois somos surpreendidos por Stan Lee que participa da sátira sobre a obsessão dos fãs com suas aparições nos filmes.

A dublagem fica por conta de nomes já conhecidos pelo público, o que agradecemos. Em um bate-papo com a imprensa, eles falaram sobre como a dublagem tem crescido no país e como adoram receber um feedback para que saibam onde melhorar. Lembrando do importante trabalho dos tradutores, que adaptam as falas para a realidade brasileira, e dos diretores de dublagem, que ajudam os profissionais a darem o tom e a interpretacão certa para as vozes.

A trilha sonora brincará em muitos momentos com o público. Originalmente composta por Jared Faber, ela possui melodias divertidas, sinceras e animadas. Também precisamos citar Take on Me do banda norueguesa A-ha, em uma dupla referência ao clipe e ao longa De Volta Para o Futuro.

Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas é uma ótima opção para as famílias se divertirem e esquecerem aquela mania chata que existe no mundo geek de resistir a novos pontos de vista. Se a DC Comics e a Warner Bros. abraçaram isso, por que você também não pode?

Observação: possui cenas pós-créditos.

Distribuidora: Warner Bros.

Estreia: 28/08/2018


» Siga o Burn Book no Facebook Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

Peronsagens80
Enredo95
Animação100
Dublagem95
Trilha Sonora90
Nota dos Leitores:1 Vote99
92

Deixe sua opinião aqui :)

Sem mais artigos