Rampage: Destruição Total | Crítica 6
Críticas de FilmesCinema

Rampage: Destruição Total | Crítica

Em Rampage: Destruição Total conhecemos o primatologista Davis Okoye (Dwayne Johnson), um homem que prefere a companhia de animais como George, um gorila albino resgatado após ter a mãe morta por caçadores. George, assim como outros dois animais, entram em contato com uma substância e começam a desenvolver mutações genéticas e comportamentos agressivos. Para salvar seu amigo gorila e o mundo, Okoye precisará chegar a raiz de tudo isso e encontrar um antídoto.

Parece óbvio para alguns, enquanto alguns são surpreendidos, mas avisamos desde já que esse não é um longa de reflexão ou inovação. O roteiro é raso e os diálogos são cansativos e vazios. A tentativa de conscientização ambiental até aparece, mas morre em poucos minutos. Isso tira a diversão do público? Claro que não, pois, não importa a idade, as pessoas são apaixonadas com histórias que envolvem grandes monstros (Transformers é a prova disso). Se você unir isso a presença do ator Dwayne “The Rock” Johnson é quase imposível não se divertir.

Johnson praticamente não atua, o que funciona na maioria das vezes, mas o limita em cenas dramáticas. Seu carisma e simpatia transcendem para fora da tela e atingem o público em cheio. Provavelmemte as reações seriam bem menos amigáveis se outro nome fosse escolhido para dar a vida ao protagonista.

Rampage: Destruição Total | Crítica 7

O elenco de apoio pode ser definido por uma palavra: caricatura. Jake Lacy nos desespera com sua atuação desesperada e quase envergonhada de estar no projeto; Jeffrey Dean Morgan é quase a personificação do Texas em sua forma mais esteriotipada. Quem escapa um pouco disso é Malin Akerman que arriscou uma vilã cruél e forte digna de uma novela mexicana.

Os efeitos e a direção de Brad Peyton são suficientes para dar magnitude a toda a destruição proposta pelo filme, mas não trazem grandes destaques ou particuliaridades.

Rampage: Destruição Total é um daqueles filmes simples que podem ser considerados “ruins” pelos críticos, mas que no íntimo todos escolherão para assistir online num domingo a noite.

 

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Rampage: Destruição Total | Crítica 8


Viviane Oliveira
Tecnóloga em Projetos Mecânicos desde 2017, estudante de Jornalismo, cosplayer, cosmaker, redatora freelancer desde 2016, amante da Mulher Maravilha e de Star Wars.

    Você pode gostar de:

    Mais Posts em:Críticas de Filmes

    Leave a reply