Rei Artur: A Lenda da Espada | Crítica 7
Críticas de Filmes

Rei Artur: A Lenda da Espada | Crítica

Um filme que fantasia que muitos vão implorar para que vire um videogame 

Rei Artur: A Lenda da Espada é o mais novo filme de Guy Ritchie, que dirigiu os dois últimos filmes de maior sucesso de Sherlock Holmes protagonizados por Robert Downey Jr e Jude Law. Jude acaba retornando nesse novo trabalho do diretor, que parece gostar de dar um ar mais cafajeste a ícones da cultura britânica.

Mas ele com certeza sabe fazer um bom trabalho. Nesse primeiro longa vemos de uma maneira diverta, com um show de efeitos especiais, locações e fotografia, a ascensão do órfão Arthur (Charlie Hunnam) contra seu cruel tio Vortigern (Jude Law) para salvar seu reino.

Rei Artur: A Lenda da Espada | Crítica 8

Como é característico de Guy, vemos um grande trabalho em relação a edição. Acho que esse foi um dos aspectos que me fez gostar bastante do filme. Mesmo quando ele tinha uma carga dramática e envolvida numa clima mais sombrio, tínhamos um jogo de edição que ajudou a dar ritmo a história e fazer o telespectador continuar investido no filme. Isso foi essencial  já que algumas partes do longa teriam ficado muito chatas e paradas se não fosse por isso.

No final Rei Artur: A Lenda da Espada é uma visão mais despretensiosa do herói que vai prender a atenção de muitos com as ótimas performances de peso que Hunnam e Law tem, que acaba compensando e muito os erros do filme. No final, se esse não for um grande filme para alguns, será uma experiencia ótima par aos amantes de jogos virtuais

Esse filme daria um ótimo videogame.

Rei Artur: A Lenda da Espada | Crítica 9

Confia o trailer:

[]

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Rei Artur: A Lenda da Espada | Crítica 10







Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Críticas de Filmes

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.