Em Sexy por Acidente, Renee (Amy Schumer) é uma mulher comum que trabalha em um pequeno escritório. No entanto, seu maior sonho é ser a cara da Lily LeClair no cargo de secretária, o que parece ser um sonho impossível pois ela não se ajusta aos padrões estéticos exigidos pela empresa de cosméticos.

Renee decide frequentar as aulas de spinning atrás de uma mudança física, mas consegue algo bem diferente quando acidentalmente cai de sua bicicleta e bate a cabeça. Ao acordar, Renee enxerga seu corpo de forma diferente, mesmo que ela pareça a mesma para os outros, e ganha uma autoconfiança que a permite correr atrás de seus sonhos. 

O roteiro de Abby Kohn e Marc Silverstein nos lembra uma versão de “O Amor é Cego” onde o protagonista não se apaixona por outra pessoa, mas por si mesmo. A proposta da história é muito atual, relembra ao público como as pessoas podem ser suas maiores inimigas quando se limitam e como os esteriótipos atingem a todos. O problema é que ele tem um ritmo muito lento no início, em que a personagem é apresentada, e um desfecho previsível.

Sobre o elenco, Amy Schumer traz uma atuação cativante. Muitas pessoas conseguirão ter empatia por sua personagem, tanto nas situações mais engraçadas, quanto em seus momentos de insegurança e auto-sabotagem. Infelizmente seu talento para a comédia não foi explorado ao máximo, mas isso talvez seja pelo tom que o longa quis assumir.

Michelle Williams, que estamos acostumados em ver em projetos densos como Manchester à Beira Mar, traz sua veia para a comédia a tona. Com uma voz extremamente fina, Williams vive Avery Leclaire, a dona da empresa onde a Renee trabalha. Avery é uma personagem julgada por sua aparência e pelo mundo em que foi criada, mas mostra suas inseguranças para a protagonista, em quem deposita grande confiança.

Rory Scovel interpretou o par romântico de Renee, Ethan. Ele é um homem moderno, que não tem medo de admitir suas inseguranças para manter qualquer pose de “macho alfa”. A parte que podemos explorar com Ethan é como os homens sofrem com as pressões criadas pelos padrões, pelo sexismo. Isso da uma oportunidade para que o público masculino entenda que ao admitir suas fragilidades você fica mais forte.

A trilha sonora é recheada de canções pop que poderiam muito bem estar em uma playlist chamada I Feel Pretty. Cada uma das músicas exalta a força e o orgulho que todas as mulheres deveriam experimentar, mas que muitas vezes esquecem. Os figurinos usados por Renee ressaltam sua personalidade criativa e divertida com cores vivas.

Sexy por Acidente não é uma comédia que explora seu potencial ao máximo, mas ela é capaz de atrair boas risadas e uma reflexão necessária para homens e mulheres. Ninguém deve aceitar que fatores estéticos sejam parâmetros para classificar o valor das pessoas, mas sim suas ações.

 

Estreia: 28/06/2018

Distribuidora: Paris Filmes


» Siga o Burn Book no Facebook Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

Personagens72
Enredo70
Fotografia65
Trilha Sonora80
Nota dos Leitores:0 Votes0
72

Deixe sua opinião aqui :)

Sem mais artigos