Voldemort: Origins of The Heir | Crítica 18
Críticas de FilmesCinema

Voldemort: Origins of The Heir | Crítica

Em Voldemort: Origins of The Heir conhecemos um pouco sobre o passado de Tom Riddle (Stefano Rossi) em Hogwarts e seu relacionamento com os outros herdeiros das Casas. Posteriormente, vemos sua caminhada para coletar Horcruxes e as consequências, como a misteriosa morte da herdeira da Lufa-Lufa, Hepzibah Smith (Gelsomina Bassetti) em 1943, que foi supostamente envenenada por seu elfo doméstico.

Voldemort: Origins of The Heir | Crítica 19

A produção independente realizada pela italiana Tryangle Films antingiu a marca de 2 milhões de visualizações em 12 horas desde sua postagem, assim, se tornou o #1 nos vídeos em alta da plataforma Youtube. Claramente a hype era absurda pela produção, será que ela foi atendida? 

O enredo de Gianmaria Pezzato infelizmente se mostrou muito ineficiente e cheio de falhas. Ao invés de focar nas origens de Voldemort, cria uma espécie de clubinho privado dos herdeiros em Hogwarts. Além disso, o ritmo fica arrastado pela história ser contada ao público, e não mostrada.

A caracterização dos personagens também decepcionou. De forma nenhuma foi possível remeter a década de 1940 ao vermos personagens que se encaixariam perfeitamente no presente. Uma preocupação com detalhes, como cabelo e maquiagem, solucionaria isso.

Voldemort: Origins of The Heir | Crítica 20

Apesar da produção ser italiana, ela está disponível com áudio e legenda em inglês. Essa alternativa foi um dos grandes problemas encontrados porque a sincronização da dublagem foi mal executada, o que realmente incomoda. Os efeitos e as locações são realmente bons, principalmente se lembrarmos que não há um grande estúdio por trás deles.

Apesar de serem afetadas pela dublagem, as atuações não enfrentaram grandes problemas. Stefano Rossi consegue demonstrar em suas expressões corporais um Tom Riddle imponente e cruel.

Nunca houve uma produção independente que mexesse com os ânimos dos fãs desse universo mágico, então toda a equipe merece reconhecimento e apoio. Entretanto, temos que reconhecer que, infelizmente, Voldemort: Origins of The Heir é mais uma fanfic, mas com bons efeitos.

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Voldemort: Origins of The Heir | Crítica 21


O que você achou desse Post?

LOL
0
GOSTEI
0
AMEI
0
CONFUSO
0
Engraçado
0
Viviane Oliveira
Tecnóloga em Projetos Mecânicos desde 2017, estudante de Jornalismo, cosplayer, cosmaker, redatora freelancer desde 2016, amante da Mulher Maravilha e de Star Wars.

    Você pode gostar de:

    Mais Posts em:Críticas de Filmes

    Leave a reply