Copa do Mundo: hora de lembrar os Supercampeões

A Copa do Mundo está chegando e, durante várias semanas, o mundo não vai falar de outra coisa. Os torcedores esperam um bom resultado de seus times nacionais mas também seguirão curiosos para ver como se comportam os principais jogadores e equipes. Mesmo quem não acompanha futebol não conseguirá ficar indiferente a essa verdadeira febre!

Além disso, pelo Brasil e por todo mundo tem milhares de torcedores e fãs do esporte esperando a hora de fazerem suas apostas esportivas na maior competição de futebol do mundo. Os brasileiros poderão até fazer apostas ao vivo no redbet.com e em outros sites da especialidade, em busca de conseguir prêmios seguindo sua inspiração, seu instinto e seu amor pelo esporte.



Essa é uma boa ocasião para recordar um seriado anime que foi um marco na representação do futebol junto de crianças e jovens por todo o mundo.

Supercampeões (Captain Tsubasa)

Quem poderia esquecer? Supercampeões marcou uma geração, no sentido em que mostrou que o futebol podia saltar dos gramados – ou das ruas e do grupinho da vizinhança – para a televisão. Na verdade, ninguém poderia esquecer mesmo – uma vez que o seriado ganhou um “remake” para 2018!

Os principais personagens ficaram em nossa memória. Não só os amigos mais próximos de Tsubasa, como Ryo Ishizaki, mas também os grandes adversários, como os famosos gêmeos Tachibana que conseguiam dar um chute em simultâneo na bola, criando um efeito que fazia com que fosse quase impossível de pegar; o super goleiro Genzo Wakabayashi; e Roberto Hongo, ou Roberto Maravilha, que levou Tsubasa para o Brasil para aprender com os melhores jogadores do mundo. A importância que o seriado dava para o Brasil acabava por ser um fator extra para os brasileiros se interessarem pela série.

A versão original correu entre 1981 e 1988 e as técnicas de animação utilizadas revelam a influência de seu tempo. Para alguns, determinadas características da série viraram motivo de piada, como o fato de serem necessários inúmeros episódios para determinar o resultado de um jogo, mais do que seria na vida real. Também é verdade que o comprimento do gramado parecia ser de vários quilômetros, pois os jogadores corriam o que pareciam ser distâncias intermináveis até alcançar o gol. Aliás, o campo era tão grande que era possível ver a linha do horizonte e a curvatura do planeta Terra, com os postes do gol surgindo gradualmente.

Mas o fato é que a série incluía o que tinha de mais inovador na época em termos de anime, inclusive as viradas incríveis e os longos momentos de suspense que também podíamos ver, por exemplo, em Dragon Ball. E mesmo se os garotos brasileiros não ficaram mais inspirados para jogar futebol, pois isso já fazia parte de seu cotidiano, o certo é que não deixou de ser uma das grandes referências culturais da época. E o remake atual é prova de seu sucesso.




» Siga o Burn Book no Facebook Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Leia Mais
Especial: Depois de ler, doe