Jennifer Lawrence publica carta que denuncia sexismo em Hollywood 3
attends the premiere of Lionsgate's "The Hunger Games: Mockingjay - Part 1" at Nokia Theatre L.A. Live on November 17, 2014 in Los Angeles, California.
Entretenimento

Jennifer Lawrence publica carta que denuncia sexismo em Hollywood

Apesar de ser uma das atrizes mais bem pagas de Hollywood, Jennifer Lawrence (Jogos Vorazes) não está isenta de sentir os efeitos da desigualdade de gênero em Hollywood. Lawrence aceitou escrever um artigo para a newsletter feminista Lenny, com o objetivo de denunciar o sexismo evidente no mundo do cinema. 

Com o título “Why Do I Make Less Than My Male Co-Stars“, em tradução livre Por que eu ganho menos do que meus colegas do sexo masculino“.

J Law

“Quando se trata de feminismo, eu tenho permanecido sempre ligeiramente tranquila. Não quero debater assuntos só porque eles estão na moda… Mas com muita conversa vem a mudança, então eu quero ser honesta e aberta e, dedos cruzados, não chatear ninguém”, disse Lawrence no primeiro parágrafo. “É difícil para mim falar das minhas experiências enquanto uma mulher trabalhadora porque eu posso seguramente dizer que meus problemas não são comuns.

Quando o vazamento da Sony aconteceu e eu descobri o quanto menos eu estava sendo paga do que as pessoas que por sorte têm pintos, eu não fiquei brava com a Sony. Eu tenho raiva de mim mesma. Eu falhei como uma negociadora porque eu desisti cedo. Eu não queria continuar lutando por causa de milhões de dólares que, francamente, devido a duas franquias, eu não precisava. 

Naquele momento, parecia uma ideia tranquila até que vi na internet os pagamentos e percebi que para todos os homens que trabalharam comigo não existia esses problemas de temer ser difícil ou mimado. Eu não acho que trabalhei com algum um homem que passou um tempo pensando como poderia ser ouvido dentro da indústria. Ele é simplesmente ouvido, Jeremy Renner, Christian Bale e Bradley Cooper: todos lutaram e conseguiram negociar acordos poderosos para si próprios. Se qualquer coisa acontecer, eu tenho certeza que eles foram elogiados por serem ferozes e táticos, enquanto eu estava ocupada me preocupando em agradar e não recebendo o que merecia por direito.

Novamente, isso não tem NADA a ver com a minha vagina, mas quando outro e-mail vazado da Sony revelou um produtor se referindo a uma colega de trabalho durante negociações como uma mulher ‘mimada’, por algum motivo, eu não consigo imaginar alguém dizendo isso sobre um homem”.

Clique aqui para ler o artigo completo em inglês.

via PortalDosFamosos

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Jennifer Lawrence publica carta que denuncia sexismo em Hollywood 4







Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Entretenimento

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.