Pokémon Go perde 15 milhões de jogadores em um mês 3
Entretenimento

Pokémon Go perde 15 milhões de jogadores em um mês

Foi bom enquanto durou!

Não, o app não morreu (ainda), mas muita gente já está deixando os Pokémon de lado (pelo menos em Pokémon Go). Depois de quase dois meses de sucesso arrebatador, Pokémon Go começou a declinar em popularidade, e apesar dos números considerados altíssimos para um app, cerca de 30 milhões de usuários diários, esse número começou a cair, tanto que perdeu cerca de 15 milhões de jogadores em um mês.

Confira a curva (de usuários diários) no gráfico abaixo: 

20160823094345

Isso não quer dizer que o jogo vai deixar de existir, no entanto. Com uma base de jogadores tão grande e um crescimento tão meteórico, é natural que vários dos que se levaram pelo burburinho percam o interesse. Contudo, uma base mais leal deve se manter jogando por um bom tempo ainda.

O game ainda está em processo de evolução. A Niantic acabou de lançar uma nova atualização que permite aferir os talentos naturais dos Pokémons em relação a ataque e defesa (os famigerados IVs) para que os jogadores tenham melhor noção de quais criaturas serão mais eficientes em combate.

Além disso, a empresa também já anunciou vários e prometeu vários recursos que devem chegar em breve com o intuito de manter a longevidade do jogo. Você pode ver quais destes recursos estão para chegar neste link.

Via Bloomberg / Olhar Digital

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Pokémon Go perde 15 milhões de jogadores em um mês 4







Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Entretenimento

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.