EntretenimentoTop

Vídeo reúne todas as referências do filme La La Land – Cantando Estações

La La Land – Cantando Estações ganhou um novo vídeo que reúne as referências do filme.

La La Land está em cartaz nos cinemas e foi indicado em 14 categorias do Oscar 2017.

Confira o vídeo com as referências:

Ao chegar em Los Angeles o pianista de jazz Sebastian (Ryan Gosling) conhece a atriz iniciante Mia (Emma Stone) e os dois se apaixonam perdidamente. Em busca de oportunidades para suas carreiras na competitiva cidade, os jovens tentam fazer o relacionamento amoroso dar certo enquanto perseguem fama e sucesso.

Perdeu alguma referência? Confira a lista abaixo:

Mulher Cobiçada (1927)
Pôster na parede do quarto de Mia.

Rádio Patrulha (1932)
Pôster exposto no Rialto Theatre.

Adeus às Armas (1932)
Pôster exposto no Rialto Theatre.

O Gato Preto (1934)
Pôster na parede do quarto de Mia.

Levada da Breca (1938)
Mia fala que viu numa livraria com sua tia.

Casablanca (1942)
Mia aponta uma janela na Warner Brothers que Humphrey Bogart e Ingrid Bergman olharam para fora de Casablanca. Mia também diz que a viu em uma biblioteca com sua tia. No quarto de Mia, uma parede tem uma foto em tamanho grande de Ingrid Bergman.

Interlúdio (1946)
Mia fala que viu numa livraria com sua tia.

Assassinos (1946)
Pôster do filme em uma parede

Cantando na Chuva (1952)
Sebastian gira em torno de um poste como Don (Gene Kelly) como no filme.

A Roda da Fortuna (1953)
A dança de Mia e Sebastian durante A Lovely Night é inspirada na dança de Fred Astaire e Cyd Charisse, Dancing in the Dark.

Juventude Transviada (1955)
Mia diz que ela se sente como ele depois de obter um callback. Sebastian cita uma linha dele. Eles marcam uma data para ir vê-lo juntos. O título está na tenda e um cartaz de filme está na exposição no teatro de Rialto.

Além de ser uma das maiores referências do filme, originando a cena do planetário.

O Balão Vermelho (1956) (Curta)
Estátua de um garotinho segurando um balão vermelho.

Cinderela em Paris (1957)
No epílogo, enquanto Mia está gravando seu papel de protagonista, ela segura um grande grupo de balões sob o Arco do Triunfo, usando uma capa, uma alusão ao filme de 1957, no qual o personagem de Audrey Hepburn tira uma foto no mesmo local com um trenchcoat e um monte de balões.

Uma Voz Nas Sombras (1963)
Pôster do filme em uma parede.

Mentes Perigosas (1995)
Audição de Mia para uma série de TV que foi descrito para ela como Mentes Perigosas encontra The O.C.

Shakespeare Apaixonado (1998)
Mencionado num anuncio de rádio.

Embriagado de Amor (2002)
A cena onde Sebastian e Mia caminham um para o outro e se beijam nas sombras enquanto as pessoas estão caminhando foi inspirada diretamente do filme.

The O.C.: Um Estranho no Paraíso (2003) (Série de TV)
Audição de Mia para uma série de TV que foi descrito para ela como Mentes Perigosas encontra The O.C.

Homem-Aranha 2 (2004)
Sebastian passeia por um cartaz de Mia como uma estrela de cinema, da mesma forma que Peter com Mary Jane.

Leia mais sobre La La Land

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Vídeo reúne todas as referências do filme La La Land - Cantando Estações 4


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Entretenimento

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.