"Cada um é um herói em sua história" comenta Henry Cavill em coletiva de The Witcher 16

“Cada um é um herói em sua história” comenta Henry Cavill em coletiva de The Witcher


Uma das atrações surpresas da Comic Con Experience foi o ator Henry Cavill, que veio ao Brasil junto da showrunner Lauren Schmidt Hissrich para divulgar a nova série da Netflix, The Witcher, baseada nos livros homônimos.

A série é um conto épico de destino e família, centrado no famoso caçador de monstros Geralt de Rivia, interpretado por Cavill. É ambientado no mundo do Continente, onde humanos, elfos, bruxos, gnomos e monstros lutam para sobreviver e prosperar e onde o bem e o mal não são facilmente identificados. 



Cavill mencionou, logo no início da coletiva, seu carinho pelo mundo de fantasia, e como foi conhecer os livros em que a série foi baseada.

Fui fã de livros de fantasia a minha vida inteira. Meu pai lia livros do gênero pra mim antes mesmo de eu saber ler. Mas eu fui conhecer The Witcher pelos jogos, até que então eu conheci Lauren e ela me disse que os jogos eram inspirados em uma série de livros. Então eu os li e me apaixonei completamente.

"Cada um é um herói em sua história" comenta Henry Cavill em coletiva de The Witcher 17

O gênero de fantasia é um dos queridos entre os consumidores da cultura pop, Lauren comentou sobre as diferenças entre The Witcher e outros materiais do gênero.

O gênero de fantasia, por muitas vezes, lida com temas políticos e sociais, e geralmente tem a tendência de ser dramático. The Witcher tem esses momentos mas também é incrivelmente divertido. The Witcher não lida apenas com personagens muito importantes, mas também personagens com situações triviais, e geralmente a forma que as pessoas lidam com situações complicadas é com humor, e nós tentamos usar isso ao nosso favor.

Sobre seu personagem, GeraltHenry Cavill mencionou as qualidades que admira em seu personagem.

Eu acho o que faz ser diferente é principalmente por quem o Geralt é. Ele é um cavaleiro mas por fora ele aparenta ser algo completamente diferente. Eu sei que na cultura pop é bem comum ter personagens anti-heróis, que são maliciosos, mas com ele é diferente. Ele não gosta de ser mau, mas acaba indo por esse caminho mesmo querendo evitar essa situação. E isso me é muito interessante.

Eu acredito que ele seja um homem essencialmente bom. É uma questão de perspectiva, o que é uma das coisas mais interessantes do mundo de The Witcher, cada um é um herói em sua própria história. Mas se você olhar a história daquele herói por outra perspectiva, talvez ele se torne um vilão. 

A série foi gravada em diversas locações ao redor do mundo, como por exemplo as Ilhas Canárias na Espanha, para conseguir ambientar os cenários necessários para a trama. Cavill mencionou que as locações são uma das suas partes favoritas do trabalho, por ajudarem em seu trabalho como ator.

As locações ajudam minha mente à se conectar com o meu trabalho, à me transportar à qualquer mundo imaginário que eu esteja vivendo naquele momento. Tanto emocionalmente quando psicologicamente.

Nos livros a história de origem da personagem Yennefer, interpretada por Anya Chalotra, é praticamente um mistério. Lauren comentou o processo de criação da história para a série.

Nós basicamente fomos separando toda e qualquer informação que tínhamos nos livros. Então pegamos todas essas informações, juntamos, e desenvolvemos uma história. Eu gostei de dar mais vida à personagem, de mostrar as fraquezas de uma das personagens mais poderosas daquele mundo.

The Witcher fica disponível na Netflix no dia 20 de dezembro.


"Cada um é um herói em sua história" comenta Henry Cavill em coletiva de The Witcher 18

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Leia Mais
"Cada um é um herói em sua história" comenta Henry Cavill em coletiva de The Witcher 28
Maze Runner: A Cura Mortal ocorrerá um ano depois do segundo