Imagem relacionada

(Foto retirada do blog: www.nossavidaemserie7.blogspot.com.br)

As vezes ela pode estar em um acampamento de inverno para músicos (nem tão) talentosos, em outro caso, ela pode simplesmente estar indo para Londres, para conhecer o ator sensação do momento. Ela também pode estar entre um casal que acham que não tem mais jeito, e claro, pode acabar descobrindo um segredo da avó de uma menina, que pode mudar tudo.

Talvez, vocês não tenham entendido, mas no parágrafo acima, eu descrevi em poucas palavras algumas das histórias mais famosas da nossa entrevistada, é isso mesmo que vocês leram, batam palmas para nossa querida escritora: Clara Savelli.

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, em pé e óculos

Ficha da Autora:

Nome: Clara Savelli

Nascimento: 05/10/1991

Profissão: Escritora/Bacharel em Relações Internacionais/ Advogada

Cidade: Rio de Janeiro

Sobre a Autora:

1 – Com quantos anos começou a escrever?

Eu escrevo desde que me lembro por gente, mas acho que o primeiro livro que comecei a escrever “de verdade” foi Mocassins e All Stars, que terminei e publiquei! Comecei a escrever formalmente com 15/16 anos, mas já inventava histórias muito antes disso, rs.

2 – Qual a sua maior inspiração?

Minhas inspirações para meus livros aparecem de coisas pequenas, como conversas entreouvidas ou epifanias tomando banho ou lavando a louça, rs. Mas se a pergunta for sobre minha maior inspiração como pessoa, me sinto compelida a responder Meg Cabot, que com certeza foi catalisadora para minha vontade de escrever de verdade. Também quero citar a J.K. Rowling, que é o maior exemplo de garra, persistência e batalha pelo sonho que eu conheço.

3 – Qual foi o primeiro livro que leu? Você acredita que isso teve impacto na sua vida como escritora?

Eu não lembro qual foi o primeiro livro que eu li na minha vida… Como eu disse, a literatura faz parte de mim desde que eu me lembro por gente. Meus pais tinham o hábito de ler para mim diariamente antes de eu dormir e eu me lembro de lermos clássicos como Robson Crusoé e Volta ao Mundo em 80 dias… Fora os livros infantis mesmo, acho que o mais velho que eu tenho aqui se chama “De Repente Dá Certo” da Ruth Rocha e eu lembro que amava a história quando era criança (e amo até hoje).

4 – Quais os gêneros que mais gosta de ler? E de escrever, quais são?

Eu sou uma leitora bastante eclética, mas sempre vou ter predileção por romances adolescentes. Foram eles que me fizeram me apaixonar de vez pela literatura e despertaram em mim o desejo irrefreável de escrever minhas próprias histórias. Eu também gosto mais de escrever romances adolescentes, mas se fosse vocês aguardava no local porque em breve teremos novidades sobre outros gêneros que eu estou me aventurando por aí.

5 – Qual a importância do Wattpad pra você?

O Wattpad surgiu num momento onde eu estava um pouco no limbo. Mocassins e All Stars tinha sido publicado integralmente no Orkut e virado livro físico mas, desde que o Orkut tinha morrido, eu não achava um substituto. Como uma escritora que nasceu na internet, eu sentia muita falta de postar online e interagir com os leitores. Isso faz parte de quem eu sou como pessoa e como autora. Por isso, quando o Wattpad surgiu e eu comecei a postar por lá, minha produtividade aumentou horrores e eu senti como se estivesse voltando para casa. Geração Wattpad com muito orgulho!

6 – Da onde surgiu a ideia para a história?

Como eu contei ali em cima, minhas ideias surgem de coisas pequenas e eu vou desenvolvendo-as e maturando-as com o tempo. A ideia de Mocassins e All Stars surgiu quando eu estava lavando louca, a de Acampamento no meio de uma aula do ensino médio, a de Tiete por conta do meu crush adolescente pelo Zac Efron, a de Chinelo e Salto Alto por causa de uma história que minha mãe me contou… Enfim, as ideias estão por aí e precisamos ficar atentos para pegá-las 🙂

Sobre as histórias:

7 – Você tem muitas histórias, mas qual dentre elas, você acredita que teve mais impacto sobre a sua vida, enquanto estava escrevendo?

Acho que Mocassins e All Stars e Acampamento tiveram papeis muito importantes na minha vida. Nos dois momentos eu estava muito insegura sobre minha escrita e sobre quem eu era como escritora e escrevê-los me fez colocar tudo em perspectiva e acreditar mais em mim.

Eu comecei a publicar Mocassins e All Stars de forma secreta no Orkut – eu não queria que ninguém que eu conhecesse lesse ou ficasse sabendo da comunidade. Morria de vergonha só de pensar que alguém poderia sonhar que eu escrevia! Só contei para minha mãe quando eu precisei ir pra SP assinar contrato com a minha primeira editora! Postar online e ver a maravilhosa recepção dos leitores fez com que eu confiasse mais no meu talento e me dedicasse mais às minhas histórias, até criando coragem para contar para um amigo ou outro, rs.

Já Acampamento foi o primeiro livro que eu postei no Wattpad e ele veio, como eu disse, depois de um longo e tenebroso limbo de pós-Orkut. Eu não escrevia nada grande há anos (apenas contos aqui e acolá) e senti como se fosse a primeira vez novamente. O Wattpad veio para me mostrar que meu talento perdurava e que eu ainda era capaz de escrever e conquistar leitores, mesmo depois de anos parada.

8 – Sobre Tiete: Kate é quase uma Hater assumida de Alex Rodder. Tem algum ator internacional que todo mundo ama, mas que você odeia? Se sim, isso serviu de inspiração pra história?

Não consigo lembrar de nenhum agora. Eu sou meio ruim nesse mundo de celebridades, para ser bem sincera. Porém, sou completamente devotada aos famosos que eu gosto e admiro. Como eu já contei um pouquinho, a história de Tiete! é inicialmente inspirada na minha paixão adolescente pelo Zac Efron. Na origem, quando eu tive a ideia em 2007/2008, Kate era apaixonada por Alex e Mariana tinha um papel bem mais secundário nesse sentido. Quando resolvi tirar a história da gaveta para postá-la no Wattpad, revi a premissa e achei que seria mais divertido se Kate nem ligasse muito para Alex, hehehe.

9 – Sobre Acampamento de Inverno para Músicos (nem tão) Talentosos: A Amanda não gosta no início de ter que ir para um acampamento, mas e você já foi para algum? Qual a melhor experiência que você já teve?

O único acampamento que eu participei na minha vida aconteceu no meu colégio, quando eu tinha 6 anos (ou seja, 20 anos atrás). Foi meio que um rito de passagem entre o ensino infantil e o ensino fundamental I. Eu lembro de pouca coisa, mas foi fantástico! hahaha

10 – Cite motivos para que as pessoas leiam as suas histórias. Ou até mesmo motivos para que elas leiam Tiete e Acampamento de Inverno para Músicos (nem tão) Talentosos.

Recentemente tivemos uma semana temática de Acampamento e como parte das comemorações eu e algumas amigas fizemos uma brincadeira e escrevemos os 13 porquês para publicação de Acampamento, que também serve para justificar uma leitura. A imagem viralizou e veio gente de todo canto falar comigo e me parabenizar pela campanha, rs.

Eu acho que meus livros agradam os leitores que gostam de ler histórias leves, engraçadas e envolventes, mas que também falem de temas importantes na adolescência, de forma sutil e divertida. São livros que conquistam o coração de todas as faixas etárias, com personagens que dá vontade de colocar num potinho (e às vezes de jogar da janela, hahaha) e que no final deixam aquele calorzinho gostoso no coração 🙂

Bem gente, essa foi a entrevista, espero que tenham gostado.

Beijos e Abraços

Daniella Rodrigues

Obs: Caso queira aparecer por aqui, em uma entrevista, entre em contato por e-mail: [email protected], ou com a outra Reporter do Geração Wattpad, Mariana Mayumi.


» Siga o Burn Book no Facebook Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

Deixe sua opinião aqui :)

Sem mais artigos